Só em meio à multidão

jimmy

O livro ilustrado À Esquerda, À Direita (Turn Left, Turn Right) do Tailandês Jimmy Liao, com 124 páginas, conta a história de um rapaz e uma moça que sentem solitários, moram próximos, mas ele sempre vira à esquerda e ela à direita e nunca se encontram. As ilustrações ajudam a preencher as lacunas da história escrita com poucas frases. E sempre mostra o que acontece com os dois personagens.

vida

Por um momento em um dia de sol, eles se encontram, descobrem uma química e trocam números de telefones em pedaços de papel. (O livro foi lançado em 2007 no Ocidente, mas foi escrito em 1999). Uma chuva molha os personagens, seus papéis e dissolvem seus números, tirando a possibilidade de um reencontro. :/

umbrellas

O livro mostra a solidão das grandes cidades, em que todos vivem sozinhos no meio da multidão. Em que a falta de comunicação acontece mesmo entre as pessoas que estão próximas. Que mesmo se mudando do local onde acontece o sentimento de solidão, esse sentimento viaja dentro da pessoa.

O autor ganhou prêmios com essa história que foi transformada em filme e animação. Apesar de indicado como juvenil, a história é bem complexa, cada frase e seu desenho mostra significados que só um adulto pode entender.

Anúncios

Livros Anti-Stress =)

livros livro

Recebi alguns livros de colorir então a #SpecialTips #5 de hoje é sobre livros anti-stress, aqueles elaborados para te deixar mais relaxado e calmo. Tem opções para todos os gostos: livros de preencher, livros de colorir, livros de ligar os pontos, livros de quebra-cabeça, livos de criar listas. São denominados assim porque usar a criatividade é uma forma de terapia, para afastar algo que incomoda o pensamento. É uma forma de entretenimento e diversão. E são versões específicas para adultos. =)

 

Perturbador…

papel

Adorei a cor do livro. A história te leva a pensar coisas dos personagens e depois mudar de opinião. Esse amarelo te enlouquece, porque tudo fica meio amarelado com o tempo….

Mas vamos à história: uma mulher vive numa época em que a esposa não tinha voz ativa, apenas obedecia ao marido. Este texto foi escrito em 1892, época em que algumas mulheres começavam a lutar por direitos que não existiam. Então o médico, também seu marido, diz que a trouxe para uma casa afastada para repousar a mente cansada. Mas ela só quer escrever – e faz isso escondido. O marido se une ao irmão da mulher, também médico, que apóia essa idéia de mantê-la…trancada neste quarto com a parede coberta por um papel com grafismos que dão a ilusão de ótica de movimento.

Como leitora, não sei exatamente o que se passou na história, o que deixa uma sensação perturbadora de realidade – pode acontecer com qualquer um.

O livro da autora Charlotte Perkins Gilman, com 109 páginas, tem uma apresentação de Marcia Tiburi – de quem não li nem um livro, e posfácio e notas de Elaine Hedges.os do

Trechos do livro: “…Um desses padrões irregulares…que cometem todo tipo de pecado artístico…quando seguimos por um tempo suas curvas…elas de súbito cometem suicídio – afundam-se em ângulos deploráveis, aniquilam-se em contradições inconcebíveis.”

otical

Quadrinhos =)

street        street_fighter_legends_sakura_3

Li os três primeiros volumes da série Street Fighter Legends. A história começa superficial, a tradução não é boa, mas os desenhos…. ❤    A arte final é linda! Não sei se esse é um extra do original Street Fighter, porque achei muito diferente da história de um jogo de mesmo nome dos anos 90.

Adoro gibis e quadrinhos e mangás , e quero incluir mais grafic novel nas minhas leituras.

Me senti assistindo um filme do Tarantino, muito mais do tipo Kill Bill. =)

Amor, Traição, Arte e Religião no Sec. XVI

O título deste post é um blurb que consta na capa do livro, portanto não é spoiler. 😉

O livro O Mestre das Iluminuras (The Illuminator) 2005, de Brenda Rickman Vantrease, conta em 422 páginas a história de um artista que desenha ilustrações para livros religiosos e passa por todas as situações do blurb: amor entre todos os casais que rodeiam a propriedade central da história,amor religioso de pessoas bondosas, amor ao dinheiro dos padres gananciosos, traição das pessoas que se amam e das que se odeiam, arte religiosa e arte profana e muitas citações,  Só acontece o inesperado nessa história! A nota da autora no final do livro diz que se baseou em personagens reais para envolvê-los em sua história. Ao começo de cada capítulo tem uma citação desses personagens reais, que são fictícios no livro.

A capa desta edição é muito linda! traz a figura central em verniz, rodeada de desenhos representando as iluminuras que o artista faz na história e tem uma paleta de cores muito usado por pintores do período em que se passa a história.

Quer resenha? Clique aqui.