Encontre sua Voz

O livro O Silêncio Das Águas da autora americana Brittainy C. Cherry conta em 363 páginas a história de Maggie May dos dez anos até a vida adulta. Aos dez anos Maggie é apaixonada por Brooks e quer se casar com ele. Ela vive com seu pai, sua madrasta e dois meio-irmãos. Ela passa por um trauma e fica sem voz, então usa um quadro pra escrever e se comunicar. Também nao consegue sair de casa: tem um ataque de pânico toda a vez que tenta. Todos tentam protegê-la do lado de fora, mesmo sem saber o que aconteceu que a fez ficar assim. Então ela estuda em casa, vê seu amigo da infância se apaixonar por outras garotas. Nada faz ela mudar ou tentar mudar p comportamento. Ela vê seus pais e sua irmã brigarem por causa de seu comportamento. Até que acontece uma tragédia na vida de seu amor/amigo pra que ela saia do casulo. E precisa da voz da bibliotecária dizendo pra não deixar ele tratar mal, pra ela começar a gritar. Cada capítulo é alternadamente a voz de Maggie e de Brooks.

Faltou algumas coisas pra dar 5 estrelas pra esse livro:

⚠️1. Porque ela deixa as pessoas pensarem mal dela, até seu pai tão amigo, mas não escreve o que aconteceu? Egoísmo. “Quero me afundar no meu problema ”

⚠️2. Quando o namorado da irmã grita, ela é a primeira a não aceitar. Mas quando o Brooks passa dias gritando com ela, ela deixa.

⚠️3.Brooks era o melhor personagem, super cabeça, e não foi a tragédia ou perder os dedos que transformou ele num babaca: foram as fofoquinhas da internet. Ah, me poupe!

⚠️4. Ela ouve as desculpas do filho do assassino e diz que ele não tem culpa. MAS ELA TÊM. Ela deveria pedir desculpas a ele por ter deixado ele pensar mal da mãe; pedir desculpas à família por não ter contado antes.

⚠️ 5. A Sra Boone é a melbor pessoa, que não tem tempo pra mimimi. Mesmo tendo passado por uma tragédia.

Trechos do Livro: “Uma pessoa nunca relê um livro excepcional e segue em frente com as mesmas crenças. Ele sempre surpreende e desperta novas idéias, novas formas de olhar o mundo…” “…me inscrevi em diversas faculdades que ofereciam mestrado à distância, mas não fui aceita em nenhuma. Meu currículo maravilhoso provavelmente não valia muita coisa, considerando que fiz poucacoisa na vida. ” “…o artista havia se esgueirado pela minha mente…em algum lugar no mundo, alguém estava se sentindo exatamente como eu.”

Anúncios

Gutenberg: a ficção da história real.

O livro O Aprendiz De Gutenberg da autora americana Mestre em Belas Artes Alix Christie, conta em 366 páginas a história do processo de criação dos primeiros tipos e primeira impressora nos anos 1450 na Alemanha. Gutemberg tinha toda a idéia de repetição de textos feitos em placas de zinco ou formas de letras de madeira. Com a injeção de dinheiro por um rico mercador chamado Fust ele vê a chance de ganhar dinheiro com os negócios escusos da igreja e da política. Então Fust decide trazer seu filho adotivo para aprender o negócio da prensa de livros. Peter acha isso tudo uma blasfêmia já que ele estudou a vida toda para ser um escriba. A história tem dois tempos: no presente onde Peter é rico e dono da melhor gráfica e o passado onde tudo começou.

Nada se passa de forma simples, muitas intrigas religiosas, traições aonde envolve dinheiro e no final as idéias do escriba para reproduzir sua própria escrita e salvar os livros dos soldados é emocionante.

A autora fez toda uma pesquisa na Alemanha e em Londres e a capa do livro é uma reprodução das iluminuras do velino de Gutemberg.

Trechos do Livro:” Pela lei, o mestre tornava-se seu pai a partir do momento em que Peter entrou para trabalhar com ele. ..como aprendiz, ele agora pertencia a esse louco, assim como se tivesse nascido filho dele.” ” O negócio de qualquer negócio é descascá-lo: quanto mais limpo e mais simples, melhor…” “…apreciava status. Era a maldição de todos os que nasciam sem privilégio nenhum, mas dotados de cérebro para tentar subir na vida.” ” Como era odioso o poder deles agora, dispostos contra a respiração desses novos homens, o alvoroço da renovação fluindo pela oficina…” ” A carta expedida pelo papa naquele ano era do tipo mais alto: uma indugência plenária garantindo a remissão completa de todos os pecados.”

A idade errada :/

O livro Sete Minutos Depois da Meia-Noite (A Monster Calls) do autor Patrick Ness é baseado em uma história inacabada da autora Siobhan Dowd. Conta em 157 páginas a história de um adolescente de 14 anos. Ele têm os pais separados, a mãe doente e uma avó moderna. Ele têm inimigos na escola, um outro adolescente que bate nele, e ele nunca reage. E uma árvore na estrada do cemitério e da igreja se transforma num monstro pra mostrar algumas histórias que se repetem. Ele conta três histórias que se parecem com a vida do rapazinho e ele terá que contar a quarta história pro “Teixo” uma árvore venenosa. Essa história é sobre seu maior medo.

⚠️Spoiler Alert!

O filme segue a mesma premissa do livro, mas mostra um menino menor, mais compatível com a ingenuidade do personagem frente à doença da mãe. O filme é mais forte visualmente pir mostrar várias vezes o sonho do menino em que ele deixa a mãe cair no despenhadeiro!! É de partir o coração!!

Tanto o livro quanto o filme são dramáticos e não tem final feliz.

Uma novela alemã

O livro A Menina Com A Lagartixa do autor alemão Bernhard Schlink é considerado uma novela com suas 93 páginas. Mostrando os reflexos do final da guerra, a história conta sobre um menino que se apaixona pela menina em um quadro do escritório de seu pai. Ao crescer descobre que o quadro tem um segredo que não pode vir à público. Isso faz com que o rapaz esconda o quadro debaixo da cama ao levar as namoradas em seu quarto. Após a morte do pai ele até pensa em vender o quadro, mas ao descobrir a verdadeira história por trás da posse do mesmo, ele desiste.

Contendo figuras reais entre os artistas fictícios, o autor conta fatos reais como a destruição das obras de arte durante a guerra.

Meu conto favorito =)

O livro de contos Fundo Musical da autora francesa Françoise Sagan conta em 170 páginas 13 contos sobre a desilusão. No primeiro conto, a mulher que gosta de sua vida de casada têm a desilusão de pegar o marido na cama de outra. No segundo conto uma senhora da era vitoriana tem a desilusão de ver seu marido abrir mão de um duelo pela sua honra. La Futura é uma mulher da vida que tem a cidade na mão e pra salvar a vida do filho do Conde, encontra um camponês pra lhe tomar o lugar. A desilusão do conde é descobrir que vale menos que um camponês. O quarto conto mostra a desilusão de um jovem rico que é trocado por um trabalhador durante a guerra. Percurso mostra a cura da desilusão de um senhor que achava que somente as jovenzinhas poderiam lhe dar amor. O sexto conto mostra a desilusão de um homem ao ser deixado por sua segunda esposa da mesma forma que ele deixou a primeira. O sétimo conto mostra a desilusão das jovens casadoiras do século passado. O oitavo conto mostra as desilusões dos judeus que acham que tudo acabou. A Troca é o meu conto favorito, em que uma mulher está pra ser iludida e você quer alertá-la de que o bonito jovem vai roubar e fugir, mas tem uma reviravolta e a desilusão do riso final dele. O décimo conto é a desilusão de um casal que pensa em separação. O 11° conto mostra a desilusão de um morador de rua frente ao amor de uma mulher abandonada. O conto que dá título ao livro mostea a desilusão de um homem que sonha que a música pode salvá-lo. O último conto mostra a desilusão do marido que achava a esposa perfeita até descobrí-la uma esnobe.

Esse é o segundo livro da autora que leio e gosto da forma sarcástica como ela apresenta os defeitos dos personagens.

Última Parte de Judas O Obscuro

20190726_092415-12674625377893758947.jpgA última parte da leitura vai da página 409 até a página 489. Foi uma leitura difícil em duas formas: no inglês antigo e mais difícil de entender e no drama que se desenrola.

Jude começa a achar Sue muito diferente após o enterro das crianças. Sue diz a Jude que acha que perder os filhos foi uma punição por ter deixado seu marido pra viver em adultério com ele. Jude começa a perder a paciência com Sue, por ela sempre não dar valor ao sentimento dele. Ele descobre que Sue está frequentando a igreja. Ele a segue. Ela diz à ele que vai voltar pro ex-marido. Phillotson a aceita de volta e marca um novo casamento e eles se casam em Marygreen. Jude fica inconsolável.

Arabella que armou tudo novamente se casa com Jude. Ele está muito doente e pede pra ela escrever uma carta à Sue. Ele vai, mesmo doente, à igreja e encontra Sue e eles se beijam. Ele propõe à ela ficarem juntos e ela foge.

Jude está muito ruim tossindo e com febre. Sue decide tornar seu meio-casamento real e completo. Arabella sai pras festividades de verão e ao voltar vê que Jyde está morto. Então ela volta pra festa e só depois chama as vizinhas para ajudá-la. Só a viúva e Arabella velam Jude.

The End.

Trechos do Livro: “I see marriage differently now. My babies have been taken from me to show me this! Arabella’s child killing mine was a judgment-the right slaying the wrong.” “Do not do an immoral thing for moral reasons! You have been my social salvation. Stay with me for humanity’s sake! You know what a weak fellow I am…my weakness for woman-kind and my impulse to strong liquor. Don’t abandon me to them…” ” My children are dead…they were sacrificed to teach me how to live! Their death was the first stage of my purification.”

Filosofia ou Romance?

20190717_084054-14026195087034040261.jpg

O livro Ensaios de Amor do autor suíço Alain De Botton, conta em 204 páginas um ensaio filosófico sobre o amor. Mas também é a história de um homem que encontra uma jovem comum em um avião e vai descobrindo as diferenças entre eles, mas ao sair do aeroporto, pensa que está apaixonado e faz de tudo pra engatar um romance com a moça. Em cada capítulo devidamente numeradas as idéias sobre a paixão, o amor e até o que odiar na pessoa amada, ele vai contando em primeira pessoa como tudo foi rápido e de repente estavam passando tempo com as famílias um do outro e como pequenas coisas incomodavam no relacionamento.

Um texto hilário, que pode ser considerado filosofia porque traz profundas reflexões acerca do amor entre seres humanos. O livro contém spoiler de Madame Bovary, que eu ainda não li.

Trechos do Livro: “A conversa foi se aprofundando, permitindo que um vislumbrasse fragmentos do caráter do outro.” “Tínhamos até a mesma edição de Anna Karenina em nossas estantes…pequenos detalhes, talvez, mas não era baseado neles que crentes fundavam religiões?” “Eu tenho uma tendência horrível para confessar coisas que não fiz. Sempre tive fantasias sobre me entregar à polícia por algum crime que não cometi.” “Eu não estava mais preocupado em localizar… verdades poéticas em sua sintaxe, o que importava não era tanto o que ela estava dizendo e sim o fato de que ela o estava dizendo – e que eu havia decidido encontrar a perfeição em tudo o que ela pudesse escolher proferir.” “Será que eu estava certo em detectar traços de flerte nos finais de suas frases e nos cantos de seus sorrisos…?” ” Os mais atraentes não são aqueles que nos permitem que os beijemos de imediato (logo nos sentimos desinteressados) ou aqueles que nunca permitem que os beijemos ( logo os esquecemos), mas aqueles que sabem ministrar cuidadosamente diferentes doses de esperança e desespero. ” “Não amaríamos se não nos faltasse alguma coisa, mas nos ofendemos ao descobrir uma lacuna semelhante na outra pessoa.”