Desafio cumprido! =D

 

Hoje é dia de celebração! O desafio TED – Tips Every Day que eu vi num vídeo do Vimeo e não salvei o nome, era dar dicas de coisas que você conta numa roda de amigos: “você viu aquele app? E aí , já assistiu aquele filme? Como você faz isso?”; então resolvi cumprir a meta de dar uma dica por dia durante 30 dias.

VANTAGENS:

-Descobri que posso escrever mais vezes por semana apesar da minha rotina puxada.

_Conheci gente interessante ❤ e descobri blogs muito bons!!

_Aumentei a visualização do meu blog em 100%!

_Voltei a ouvir mais música e ver mais filmes, não só ler livros.

DESVANTAGENS:

-Apesar de me organizar e escrever com antecedência, quase atropelei as postagens!

_Tive que desistir de alguns temas escolhidos, porque iria precisar de uma pesquisa maior.

_Mesmo agendando a postagem, no 19º dia a internet falhou comigo… :/

_Sem opções, ter de repetir alguns assuntos.

-Ficar estressada achando que não vai dar conta: tinha dias de empolgação e dias de vontade de abandonar tudo! hhh mas faz parte.

HOW TO DO:

-Organize o tempo de postagem e compartilhamento diário.

_use o modelo média agenda mensal para escolher os temas. Exemplo para Setembro:

calendario-setembro-2017

Você pode usar post-it com o nome do tema do dia e depois mudar se for necessário. Por exemplo, escolhi “Tutorial de Marcadores” para o quinto dia, mas tive que adiar mais duas vezes, então é só trocar o post-it de lugar, sem precisar ficar apagando.

_Encontrar temas que vão de acordo com o seguimento do blog. O que vi foi muita cópia de postagens!! Eu gosto de apenas me inspirar, mas cito o lugarde onde tirei a idéia. Pesquise no Google.

_Link os nomes, as cidades, celebridades, compartilhe em todas as redes sociais.

-Faça um Tracker para se sentir motivada a ir até o fim =)

tracker-habitos-1

 

 

 

 

Anúncios

Aplicativos. Quais eu uso? ;)

vm-celular-iphone

Você também é super antenado com tecnologia? Hoje no #SpecialTips #6 ou mostrar os aplicativos que eu uso e gosto de ter no meu celular. Você pode baixar tanto pra i-Phone quanto pra Android. Não vou falar de aplicativos que todo mundo tem, como banco para pagar contas, verificar saldo, fazer transferências, comprar ingressos. Nem das midias Sociais comuns, como: WhatsApp para conversar com a família e criar grupos de trabalho e estudo; Facebook para compartilhar com os amigos, com duas páginas sociais: uma de artes onde posto minhas criações e outra deste site, onde compartilho os posts daqui; Linkedin voltada para o lado profissional, para conectar com pessoas da mesma área de conhecimento. Tumbl, Midia para compartilhar textos e matérias de estudo; YouTube: para assitir videos, filmes, música, encontrar bons conteúdos, estudar.

Meus Apps diferenciados são:

Best_Fiends_Screenshots_3_1536x2048-768x1024

Jogo de estratégia de blocos de mesma cor.

pottery

Pottery para desestressar fazendo Cerâmica.

pomodoro1

Pomodoro: método de organização do tempo para atingir metas.

proinfo

e-Proinfo: curso à distância.

prodeaf

ProDeaf: tradutor de Libras, para se conectar com deficientes auditivos.

time

TimeLogger: para organização do tempo gasto em tods as atividades.

Spotify-iOS-app-icon

Spotify: para criar playlists musicais.

Qual o seu App favorito? =)

 

 

 

 

Humm! Que Delícia! 8D

#SpecialTips #4 é uma recita fácil, pra quem não é Masterchef: Pastel assado.

Recheio: sobras na geladeira de carnes e vegetais; misture com uma colher de maionese e pedacinhos de queijo.

Mas a dica é da massa. Vi essa dica no Canal da Denise do Blog Mãos de Vaca. Ela estava na Itália e sentiu saudades do pastel. Testei a receita e ficou perfeita:

1 caixinha de Creme de Leite

2 Xícaras e meia das de Chá de Trigo

Modo de Fazer: Misture bem, coloque na geladeira por uma hora. Abra a massa com ajuda de trigo e um rolo (usei uma garrafa de vidro). Corte os quadrados e recheie. Pode fritar em óleo quente ou assar em forno pré-aquecido por meia hora. 😉

meu pastel

A ARTE DE LER… =)

Finalizada a leitura de Roleplaying Game, ficou a dúvida se livros que se dedicam a outros temas

que não o de contar histórias, são considerados “literatura”. Se considerarmos “literatura” como aprendizado, qualquer

livro pode transmitir conhecimento, como um livro de gastronomia enriquece o conhecimento de quem se dedica à arte do fogão e mesa.

Se considerarmos “literatura” como diversão, os livros de Jogos  (RPG) também contam histórias e ajudam na criatividade, no sentido que os jogadores fazem parte do processo de inventar, criar, elaborar todo o roteiro da diversão.

Este livro foi escrito por Sonia Rodrigues filha do escritor Nelson Rodrigues, para uma tese de doutorado sobre os jogos de RPG. Apesar de teórico o livro tem em suas 207 páginas, curiosidades para quem gosta de escrever, porque o jogo de RPG nada mais é do que se organizar para contar uma história.

Um trecho do livro para vocês: …”um dado fundamental na adolescência que, infeliz ou felizmente, a idade adulta trata de sufocar: o romantismo desvairado do amor cortês, capaz de tudo pela amada, sem, necessariamente receber em troca o amor carnal. Numa idade em que as paixões são muito mais numeosas do que sua realização concreta…”

#muitoamor

MAIO COM LEITURAS!

A leitura de final de maio foi A Passagem do Anjo, livro de John Sack.

Sobre lobos e padres o livro se passa num periodo com histórias de

brigas entre o clero e a nobreza pelo poder nas cidades da Italia.

Com um mistério sobre famílias lupinas agraciadas com um poder de

enfrentar a igreja por causa dessa maldição familiar…vemos o livro

terminar deixando várias histórias sem final, vários personagens morrerem sem motivos.

Parece que o autor não tinha uma idéia do motivo que fez acontecer toda a história.

Porque a família foi amaldiçoada? Porque a maldição foi quebrada nas linhas finais?

Porque o Papa odiava a familia lupina?

Você espera pela solução do mistério que não acontece nas 336 páginas. Frustada.

Quer resenha? Veja aqui.

Little Bowls On Sticks

Nova descoberta na meia idade.kkkk

Síndrome Do Quê?!

Primeiro gostaria de pedir desculpas por não ter feito post nenhum semana passada. Fiquei enrolada com algumas coisas da escola e achei melhor deixar o prejuizo para o feriado.
No último post, um dos itens falava sobre a “Teoria das Colheres”. Achei a teoria perfeita porque é simplesmente tudo que eu sempre quis que as pessoas entendessem, mas nunca soube como explicar. Relembrando: a Teoria das Colheres diz que, quando se tem uma doença crônica (como a SVC) ou uma deficiência, você acorda com um certo número de colheres. A Cada coisinha que se faz que demande um certo esforço da sua parte, seja físico ou emocional, você perde uma colher, até não ter mais nenhuma.
Em se tratando da Síndrome do Vômito Cíclico, digamos que, sempre que eu zero minhas colheres, eu tenho uma crise. Eu não diria que eu receba um certo número de colheres por dia

Ver o post original 245 mais palavras