Aplicativos. Quais eu uso? ;)

vm-celular-iphone

Você também é super antenado com tecnologia? Hoje no #SpecialTips #6 ou mostrar os aplicativos que eu uso e gosto de ter no meu celular. Você pode baixar tanto pra i-Phone quanto pra Android. Não vou falar de aplicativos que todo mundo tem, como banco para pagar contas, verificar saldo, fazer transferências, comprar ingressos. Nem das midias Sociais comuns, como: WhatsApp para conversar com a família e criar grupos de trabalho e estudo; Facebook para compartilhar com os amigos, com duas páginas sociais: uma de artes onde posto minhas criações e outra deste site, onde compartilho os posts daqui; Linkedin voltada para o lado profissional, para conectar com pessoas da mesma área de conhecimento. Tumbl, Midia para compartilhar textos e matérias de estudo; YouTube: para assitir videos, filmes, música, encontrar bons conteúdos, estudar.

Meus Apps diferenciados são:

Best_Fiends_Screenshots_3_1536x2048-768x1024

Jogo de estratégia de blocos de mesma cor.

pottery

Pottery para desestressar fazendo Cerâmica.

pomodoro1

Pomodoro: método de organização do tempo para atingir metas.

proinfo

e-Proinfo: curso à distância.

prodeaf

ProDeaf: tradutor de Libras, para se conectar com deficientes auditivos.

time

TimeLogger: para organização do tempo gasto em tods as atividades.

Spotify-iOS-app-icon

Spotify: para criar playlists musicais.

Qual o seu App favorito? =)

 

 

 

 

Anúncios

Sendo escritor: check-list

Fazendo maratona dos vídeos do Henry Bugalho, achei essa preciosidade! Quem disse que preciso me formar em Literatura pra produzir literatura? Vamos falar então das necessidades de alguém que pretende escrever um livro:

#1 – Ser fluente no idioma da escrita – incluindo português!! Então, estudar gramática e usar as palavras corretamente ajuda muito. Pode usar corretor, revisor, pedir ajuda.

Desconstruindo #1 – Geralmente a história oral, quando transcrita, deve obedecer os erros dos contadores de história, ou do personagem, como em Grande Sertão Veredas, onde os personagens falam conforme a população local: “…Eu apeei e amarrei o animal num pau da cerca. Pelo dentro, minhas pernas doíam, por tanto que desses três dias a gente se sustava de custoso varar: circunstância de trinta léguas. Ah, a mangaba boa só se colhe já caída no chão, de baixo… Nhorinhá…”, “…ada, nada vezes, e o demo: esse, Liso do Sussuarão, é o mais longe – pra lá, pra lá, nos ermos. Se emenda com si mesmo. Água, não tem. Crer que quando a gente entesta com aquilo o mundo se acaba: carece de se dar volta, sempre. Um é que dali não avança, espia só o começo, só. Ver o luar alumiando…”

#2 – Ler muito – É claro que ler livros traz uma carga muito boa para quem vai fazer exatamente isso: livros. Os grandes escritores, chamados clássicos, são considerados os mais difíceis de ler. Então pode escolher um assunto interessante e com certeza vai ter um livro sobre isso.

Desconstruindo #2 – Existem outras formas de criar uma bagagem cultural para ser usada pra quem gosta de escrever, mas dorme quando começa a ler um livro. Ver filmes, visitar museus e feiras culturais, ler história em quadrinhos  viajar e até ouvir música! Áudio Book pode ser uma tentativa de leitura.

#3 – Faculdade de Letras – estudar é sempre bom, e o curso de Letras coloca o aluno em contato com escritores e com a análise do texto.

Desconstruindo #3 – nem todo grande escritor se formou em Letras, ou mesmo teve uma educação formal. Conheço gente de Letras que nunca leu um livro inteiro!! Lê apenas o resumo e assiste video-resenha sobre o assunto. Pensando bem, Jornalismo tem mais a cara da escrita.

#4 – Conhecer o assunto – é mais fácil escrever sobre aquilo que se conhece. Se alguém escreve um livro de receitas, o mínimo que se espera é que ele tenha testado cada uma delas!!

Desconstruindo #4 – então não posso escrever nada fora do meu universo? Claro que sim: é pra isso que servem as pesquisas! Ou mesmo criar algo novo que nunca existiu, como fez Tolkien na trilogia Senhor dos Anéis.

#5 – Escrever muito – A escrita deve ser contínua e preencher várias páginas por dia. E revisar ao final de cada capítulo.

Desconstruindo #5 – Não precisa escrever muito – pode ser um pouco, todos os dias. Não precisa ser contínua – pode escrever várias coisas diferentes. E, só pra contrariar, deixe pra revisar no final. Mesmo. 😉

 

USANDO ÓCULOS DE LEITURA 8)

robot

Olá! Para quem como eu precisa lidar com lentes e óculos para enxergar o mundo

com todos os seus contornos, vamos cpnversar sobre nossos amigos, os óculos.

O óculos que uso corrige todos os problemas de visão diferente da minha lente de contato.

Não consigo ler de lente ;/

Não sou uma pessoa que fica divina de óculos: é apenas um acessório necessário, mas se podemos

comprar um que fica bem em nossa face….vamos aprender!

Alguns dizem existir regras sobre a combinação entre o formato do rosto e o modelo dos óculos.

Alguns designers famosos dizem que pode-se usar diferentes armações de óculos, independente do formato do seu rosto, desde que se crie uma harmonia.

Então…você fica na dúvida 😀

O blog Espelho Inverso, publicou sobre o tema e me deu curiosidade de pesquisar sobre o assunto, porque eu leio muito. Eis algumas regras (para serem quebradas. hhhh) :

oculos-tipo-rosto

Existem óculos específicos para leitura, mas não se deve arriscar a saúde dos olhos comprando qualquer óculos. O indicado seria procurar um oftalmologista e ele te indicará óculos adequados para leitura, ou ainda colírios, pois a canseira muitas vezes pode ser a sensaçao de secura nos olhos, quando ficamos fitando em algo por muito tempo, sem piscar, prejudicando sua lubrificação lacrimal, como ocorre quando ficamos frente ao computador ou em espaço com pouca iluminação.

Exitem até vídeos no youtube que mostram como enxergar sem óculos. Veja aqui. 

O que faz com que sua leitura se torne confortável é uma boa iluminação, uma poltrona confortável,

uma temperatura agradável e um bom óculos de leitura. No meu caso, claro. 🙂

IMG-1437181625488-V

8D

#OdiadaTatianaFeltrintemmaisde24horas :/

photoHOMENAGEM A TATIANA FELTRIN 

Eu preciso compartilhar essa hashtag! #odiadaTatianaFeltrintemmaisde24horas  :/

Ela é minha blogueira/vlogueira favorita.

Então, gente. Ela escreve sobre livros. E faz vídeos muito bons. Mas não é só isso.

Pensando bem, pra escrever o blog poe fazer os vídeos… ela lê. Muitos livros! E faz anotações em um caderninho invejado! 😀

E não lê só livros físicos: nos ensinou a usar o kobo para leitura de e-Books.

Não, ela não lê só livros clássicos ou Teoria Literária! Ela se diverte e nos diverte, lendo mangás e quadrinhos!

Participa de desafios literários e responde Tags. Ainda participa de Bienal e encontro com fãs. E faz videos

com amigas blogueiras.

E ainda tem as músicas – que ela tem um bom gosto musical não se discute! Pode ser influência do fantástico HP.

Todo mundo sabe! =)

E tem mais: comenta sobre filmes e séries que assiste, uma coleção ma-ra-vi-lho-sa!

Vamos recapitular: ler, escrever, comentar, gravar e editar videos, assistir filmes e séries, cumprir metas,

trabalhar, viajar (ela grava em São Paulo e no Rio), participar de eventos, tem vida social, encontra com

as amigas, responde e-mails e comentários, tem que dar atenção ao marido, tem que almoçar, jantar,

tomar banho, dormir…….

UFA!! Eu não daria conta!

Acabei de fazer as contas e descobri que o dia da Tatiana tem mais de 24 horas! :p

Pra você que precisa de inspiração, porque acha que seu dia encolheu, os links estão aqui:

https://www.youtube.com/user/tatianagfeltrin 

http://www.tatianafeltrin.com/ 

Banner