Filosofia em Quadrinhos

15068187

A HQ Nietzsche conta em 127 páginas de quadrinhos a vida do professor e filósofo Friedrich Nietzsche que morreu em 1900 aos 55 anos, após um período de loucura onde permaneceu internado. Nesse livro ficamos sabendo de sua “rixa” com sua irmã, que após a loucura do irmão e recente aumento nas vendas de seus livros, altera os textos mais imorais e anticristãos e torna-se sua herdeira. Parte de suas idéias niilistas estão nos quadrinhos, mas que não vejo como uma boa introdução à filosofia para adolescentes. Para isso, ainda indico O Mundo de Sofia, do Jostein Gaarder.

Os desenhos são de Maximilien Le Roy que idealizou o projeto e convidou o filósofo Michel Onfray para escrever o texto.

Trechos do livro: “Mesmo durante o sono, as idéias de Schopenhauer dançavam em minha cabeça sem que eu soubesse se ainda estava lendo ou dormindo…” “Seria perfeito! Conversaríamos muito, leríamos um pouco, escreveríamos menos ainda. Acho que era assim que faziam Platão e seus discípulos…” “A senhora sabe, a liberdade é um grande luxo. Quanto menos você possui, menos é possuído!”

 

Anúncios

Para um público mais young adult

2774775


Uma das graphic novels mais premiadas dos últimos tempos o livro Retalhos é sobre um garoto que vive no meio-oeste americano, numa família super religiosa e se vê questionando algumas idéias sobre religião e pessoas. O autor  Craig Thompson conta que essa é uma história autobiográfica, mas vemos um “texto-visual” muito pesado: bullying, abuso infantil, drogas, roubo. Não acho que essa HQ seja direcionada para o público infantil. O texto fala muito sobre a Bíblia e versículos, mas também fala do primeiro amor e das descobertas da adolescência.

retalhos-craig-thompson-graphic-novel-figura2

 

Um Livro que Cumpre Todos os Desafios Literários! =D

Umberto-Eco-La-misteriosa-fiamma-della-Regina-Loana-Ed.-Bompiani-2004

O livro A Misteriosa Chama da Rainha Loana, do escritor italiano Umberto Eco, com 447 páginas, consegue cumprir vários, se não todos os desafios literários. O que pode ser encontrado nele?

  1. Livro com figuras
  2. História em quadrinhos
  3. Poesia
  4. Música
  5. Romance Ilustrado
  6. Jornal
  7. Guerra
  8. Política
  9. Religião
  10. História
  11. Filosofia
  12. Cinema
  13. Coleção de Selos

O autor conta a história de um livreiro que perde a memória e após voltar do coma, com a ajuda da família, retorna à casa de sua infância para tentar recuperar os acontecimentos através da biblioteca de jornais, livros e revistas de seu avô. Contada em primeira pessoa por um desmemoriado (narrador não-confiável), que consegue se lembrar de vários textos decorados de seus autores favoritos, mas não consegue se lembrar de sua família e seus amigos. O autor mostra que novamente ele usou uma extensa pesquisa sobre Acervos do período da segunda guerra. Tem uma comparação do esquecimento com a névoa que é citada em vários autores clássicos, como um mistério a ser desvendado. Tem piada machista, racismo, ironia sobre religiões, ironias sobre a guerra. O título do livro veio de uma Hq que ele compara a chama aos impulsos elétricos  da memória.

Trechos do Livro: “Você lembra de idéias e hábitos, mas não de sensações, que no entanto são as coisas mais suas.” “Desculpe. Não consigo dizer nada que me venha do coração. Não tenho sentimentos, só ditos memoráveis.” “…prateleiras cheias de livros… Pela primeira vez tinha a impressão de estar num lugar onde me sentia à vontade.” “…as citações são meu único farol na neblina.” “…você tem uma memória de papel. Não de neurônios, de páginas.” “…um psicólogo lhe contou que em toda sua carreira nunca encontrara uma criança neurotizada por um filme (mortos-vivos), exceto uma vez…irremediavelmente…fora arruinada por Branca de Neve” “Não me espanto com o que aprendo, que só confirma o que compreendi sozinho. Mas o pensamento de que alguém me surpreenda enquanto leio, e perceba que percebi…” “Sonhamos falsas lembranças. Por exemplo, lembro que sonhei mais de uma vez que finalmente voltava a uma casa que não visitava há muito tempo…percebia que a lembrança pertencia ao sonho…nos sonhos nos apossamos das recordações de outros.

“Mas aonde vais bela da bicicleta

tão depressa pedalando com fervor

tuas pernas esbeltas, torneadas, lindas

em mim já semearam

no coração esse ardor.

Mas onde vais c’os cabelos ao vento

o coração contente e o sorriso

encantador…

Se quiseres, e quando quiseres,

chegaremos ao limite do amor.”

O Escasso Tempo de Leitura

Para quem diz “não leio porque não tenho tempo” existem ótimos textos condensados dos livros clássicos. E valem a pena, porque vêm com texto de apoio e se gostar, pode procurar o texto original. E também vai poder conversar sobre livros, ter sua opinião e não apenas ler resenhas.

Texto da primeira fase do escritor Machado de Assis, A Mão e a Luva condensado em 58 páginas conta a história de três homens interessados numa jovem dama nos anos de 1874. Cada um corteja a dama à sua maneira, mas ela escolhe quem lhe cabe melhor, assim como uma luva veste perfeitamente a mão para qual foi feita. O vocabulário foi mantido com a ajuda de notas de rodapé. Algumas dessas palavras minha avó usava com outros significados :/  , por exemplo “abicar à riba” usado como chegar perto e no livro é traduzido como “realizar“.

Trecho do livro: “Mas, ao voltar para casa viu uma criança brincando no charco da sarjeta, e a inveja da morte foi substituída pela inveja da inocência, e por sua vez substituída pela inveja da  felicidade, quando ao recolher-se viu as janelas abertas de uma casa vizinha, a sala iluminada, uma noiva coroada e flores de laranjeira, a sorrir  para o noivo.”

Ah! O amor… <3

iaia

O #SpecialTips #23 é o livro adaptado pela Editora Rideel, Iaiá Garcia do Machado de Assis, com 56 páginas, sem perder o conteúdo do texto original, específico para quem precisa ler um grande volume de livros para o vestibular. Já tinha lido esse livro na adolescência e só queria relembrar a história. Uma moça que se vê amando o antigo amor de sua atual madrasta. Vale a pena aleitura do texto original com todas as palavras rebuscadas que o Machado sabe escrever. Essa edição traz um roteiro de leitura, páginas de consultas sobre o período da história, que se passa entre 1866 e 1871.

Quer resenha? Clique Aqui.

Música citada no texto: Meyerbeer

Finalizando 2016

livros-e-eu

Este ano foi muito produtivo em termos de leitura. Fechei minha planilha com 67 livros lidos!! photophoto

Neste ano viajei por autores e histórias de vários países, também recebi visitantes de vários lugares:

paises-total

O menor livro lido tem apenas 40 páginas, mas uma história imensa. O maior livro tem 699 páginas que foram lidas num fim de semana!! 😀

Releituras, livros odiados, desperdício de tempo, livros amados, autores que se tornaram favoritos, histórias diferentes, infantis, mangás, HQ, adaptações, biografia, fatos reais, fantasia, terror, trilogias, nacionais, poesia, filmes, clássicos…De tudo um pouco que é pra manter a chama acesa!!  ❤

Que venha 2017!!

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

HQ Nacional

Capa_da_graphic_novel_O_beijo_no_asfalto

A HQ O Beijo no Asfalto de Nelson Rodrigues, com 69 páginas e desenhos de Gabriel Góes, foi enviado às bibliotecas escolares pelo programa FNDE. Mesmo sendo uma adaptação, acho o texto pesado para o público de séries iniciais. Nem mesmo as ilustrações são para o público infantil.

O texto fala de incesto, traição, uso de palavrões e todo o linguajar típico do Nelson, conhecido pelas adaptações de seus textos no teatro, na televisão e no cinema. Não li o texto integral, portanto  achei o texto meio confuso, como se faltasse informações importantes; alguns diálogos, talvez. Acho que o próprio Nelson iria proibir esse texto em escolas. =)

Quer resenha? Clique Aqui.