A utopia e a realidade

O livro A Festa no Castelo do autor nacional Moacir Scliar, conta duas histórias que se transformam em uma só em 133 páginas. Uma das histórias se passa no presente – anos 60 – e a outra no século passado.

Uma parte conta a história da festa do conde que é vegetariano, mas tem que comer a carne de um  javali que faz parte da festa, pois foi morto durante a caçada real. Uma quadrilha que rouba dos ricos pra dar aos pobres invade a festa.

A outra parte é um jovem que estuda pra ser advogado, vê seu pai chegar todo dia estressado por causa da crise no país e reclamando dos empregados de sua pequena loja. Esse jovem conversa com o vizinho, um sapateiro italiano que coloca em sua cabeça idéias socialistas: tudo vai melhorar quando o socialismo imperar. E resolvem criar uma fábrica socialista.

Claro que tudo vai por água abaixo: tanto no império, quanto no “tirar dos ricos pra dar aos pobres” também no socialismo. ….

Muito atual, o texto mostra que o que importa é ter equilíbrio.

Trechos do livro : ” Nunca poderia entender os meus sentimentos, por isso zombava; por isso desperdiçava sua vida em festinhas. ..eu agora estava acima daquilo tudo… que só seria possível quando o socialismo eliminasse toda a falsidade interposta pelo capitalismo entre o homem e a mulher.” “…sonhava…o rosto radiante, falava de sociedade sem classes, todos vivendo como irmãos, compartilhando o pão e o vinho.” “Me pareciam muito deprimidos, melancólicos. Seria possível construir o socialismo com uns tipos como aqueles? E se a gente os substituísse por elementos jovens, ideologicamente firmes, ainda que não-afeitos ao trabalho físico?”

Anúncios

Eu Faço Parte =)

Além da Terra, Além do Céu – Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea – Vol III

nova antologia

Venho por meio desta, convidá-los para o lançamento dos 3 livros da antologia de poesia brasileira contemporânea, organizada pela Chiado Editora. O meu poema que tem o mesmo nome do livro “Além da Terra, Além do Céu”,  estará no tomo III, ou seja, no livro com o detalhe em roxo. Confira mais detalhes do Evento Aqui.

 

Esta é a edição antiga:

antologia

 

“Não vale a pena morrer por isso”

8532507190

O livro O Pintor de Pássaros do autor Howard Norman conta em 256 páginas a história de Fabian, um adolescente que resolve pintar pássaros e mora numa cidadezinha remota, numa ilha. Tudo gira em torno do período de caça ao bacalhau e venda do produto. Não há muito o que fazer na cidade, ele se envolve com a filha do barqueiro, uma menina à frente de seu tempo. Contada em primeira pessoa por ele, a história mostra seu crescimento como pessoa e como pintor, até aceitar um casamento arranjado com uma prima distante que nunca viu, mesmo se relacionando com Margarete a filha do barqueiro. Após o adultério de sua mãe com o faroleiro, ele se torna um assassino (não é spoiler – está no primeiro capítulo) e pra mudar de vida, pinta um painel na igreja sobre a sua cidade.

Trechos do Livro: “Ele me mandou um dicionário de presente de Natal…com um bilhete anexo que dizia: “De agora em diante, leia cada uma de minhas cartas com esse livro a mão.Não vou voltar atrás na minha educação em seu benefício.”  “…guardava para si a maior parte de seus pensamentos. Eu o considerava um homem tranquilo. Sua reação predileta diante dos boatos mais grosseiros…era: Bem, não vale a pena morrer por isso, não é?” “Sou bastante impaciente com as pessoas que dizem que vão fazer alguma coisa e pelo menos nem tentam. Acabamos envolvidos por todo o entusiasmo delas; de repente as coisas mudam…” “…a memória vem aos trancos e barrancos. Talvez nossas recordações sejam feitas, afinal, de esquecimentos seletivos, e vice-versa…”

Não confie no Título!

D_Q_NP_645911-MLB20666181480_042016-Q

O livro A Mecânica das Águas do autor E.L. Doctorow, conta em … páginas a versão de um jornalista para o desaparecimento de seu colaborador no jornal. A história se passa em 1891, quando a revolução industrial acontece. Um jovem deserdado pelo pai rico, vê seu pai passar num ônibus, mesmo após sua morte. Então começa uma investigação para saber o que está acontecendo e isso vai envolver os “donos da cidade”, um médico maluco que lembra dr Mengele e suas pesquisas racistas. A única referência ao título se dá na página 191 qdo o policial descobre documentos que incriminam um gangster no Departamento de Águas de Nova York. E depois numa perseguição num prédio dessa companhia em que ele ouve as engrenagens que movimentam as águas e sonha com isso.

Trechos do livro : ” A tinta de seu artigo estava borrada, as páginas estavam sujas de lama e havia, na primeira página, uma marca de mão que parecia ter sido feita com sangue.” “Nosso necrológio transformava o velho patife num americano exemplar, frugal e realista. Ele não proclamava o lugar que ocupa na vida comercial da cidade com escritórios luxuosos e ostentatórios…” “Nosso governo incorruptível levara anos para realizar a obra – para que a água possa fluir livremente, é preciso que antes flua muito dinheiro. ..” “…a cidade começava a preparar-se para a noite. Caminhávamos por entre homens de toda espécie. ..uma via por onde trafegava um ônibus branco cheio de fantasmas.” “…a inveja que tenho das histórias primitivas que contavam uns aos outros. ..” “Uma vez perguntei-lhe qual era sua religião. Ele teve uma formação luterana, mas vê o cristianismo como apenas um conceito poético. Nem se dá ao trabalho de criticá-lo, ou negá- lo, ou zombar dele.” “Constatei um fato interessante: a vida humana pode perder muita coisa. ..sem se transformar em morte. ” “Por outro lado um orfanato que fosse instituído para testar as modernas teorias na área do comportamento, ou da saúde. ..inevitável, levando-se em conta o ritmo atual de Nova York. ..” “Admito que talvez seja sentimentalismo achar que uma sociedade é capaz de ser espiritualmente purificada. ..de modo a se auto-educar…a subir…um degrau que seja…na escala do aperfeiçoamento moral.”

TAG FANTÁTICA!

Vi essa Tag Fantástica no canal da Tamires do Resenhando Sonhos.
1. A fantasia que te fez se apaixonar pelo gênero

A Filha da Floresta em 2000 me fez ler fantasia para adultos, que achei que só existissem pra crianças

516mqTNYb5L._SX339_BO1,204,203,200_
2. Um mundo em que gostaria de viver

O temor do sábio porque se passa numa universidade

download
3. Um cenário político bem construído

Guerra dos Tronos, tem até grupo de historiadores falando sobre o cenário político de George Martin

guerra
4. Um clichê que gosta de ler na fantasia

Portas secretas que levam a outro mundo


5. Um plot twist fantástico de tirar o fôlego

Não tem outra que não A Canção de Gelo e Fogo

As_Crônicas_de_Gelo_e_Fogo_livros
6. Achei que era uma coisa e encontrei outra

Fronteiras do Universo, meio esquisito. E também as Crônicas do Mundo Emerso.
7. Todo mundo ama, menos você

Eu pulava páginas mais do que lia… Percy Jackson

51tkjxKfL-L._SX258_BO1,204,203,200_
8. Um final devastador

Fico sempre com o livro na cabeça quando termino de ler. Mas Twilight ferrou com a história. E a trilogia do Tigre deu o que tinha que dar e não precisa de mais.

9. Uma duologia fantástica

Crônicas do Matador do Rei (?) Rsrs
10. Uma trilogia fantástica

Aa série Merlin da Mary Stewart.
11. Uma série fantástica

O Ciclo da Herança

Ciclo_da_Herança_capas
12. Indique uma fantasia pouco conhecida

O Livro dos cinco anéis, também conhecida como Musashi.

Somos os Livros que Lemos.

O livro Fahrenheit 451 do autor americano Ray Bradbury mistura em 203 páginas ficção científica, suspense e distopia, numa história que se tornou clássica, foi lançada em 1953 (com o nome The Fire Man), se tornou filme em 1966. O protagonista Montag (nome de uma fábrica de papel) é um bombeiro sem memória que queima livros. A sociedade não quer nada que as faça chorar ou pensar. Então ninguém quer os livros. Os que resolvem ler, são presos e os livros encontrados são queimados. Ao conhecer a adolescente vizinha, que lhe conta coisas filosóficas sobre a vida, Montag começa a se incomodar de não ter memória. E começa a descobrir que as memórias estão nos livros que ele ajuda a queimar. Com a morte da menina ele se torna um rebelde e começa a esconder livros e conhece outros rebeldes. A cena final é um reality show mostrando a sua caçada em tempo real. Só assisti ao primeiro filme e a versão do diretor Michel Moore para o 11 de Setembro.

O que entendi diferente de outros: Montag é sem noção. O chefe dele Beatty (que pode significar iludir) foi a segunda pessoa a tentar trazê-lo pra realidade. Ele cita vários livros, mostrando que gosta de lê-los, ele o provoca para que ele saia da apatia, porque do mesmo modo que Faber (nome de um fabricante de lápis), não tem coragem de mudar de vida. E prefere morrer. E o Montag se torna um vilão, do mal e os rebeldes dizem que tudo que ele fez foi para um bem maior. Não concordo. Ele botou os pés pelas mãos quando se torna pior do que os inimigos. O próprio autor disse que os roteiristas de filmes e teatro mudam o final para um “final feliz”. A Dior lançou um perfume de mesmo nome. As pessoas têm uma versão boa para o fogo: ele limpa purifica, se torna cinzas de onde renasce a fênix, aquece.

perfume

Trechos do livro: “Ele se viu nos olhos dela, suspenso em duas gotas cintilantes de água límpida, uma imagem escura e minúscula, em ínfimos detalhes…como se os olhos dela fossem dois pedaços miraculosos de âmbar violeta…” “Não estava feliz…Usava sua felicidade como uma máscara e a garota fugira com ela pelo gramado e não havia como ir bater à porta para pedi-la de volta.” “A escolaridade é abreviada, a disciplina relaxada, as filosofias, as histórias e as línguas são abolidas, gramática e geografia pouco a pouco neglicenciadas, e , por fim quase totalmente ignoradas. A vida é imediata, o emprego é que conta, o prazer está por toda a parte depois do trabalho. Por que aprender alguma coisa além de apertar botões, acionar interruptores, ajustar parafusos e porcas?” ” Se não quiser um homem politicamente infeliz, não lhe dê os dois lados  de uma questão para resolver, dê-lhe apenas um.”

 

TO ALL THE BOYS I LOVED BEFORE BOOK TAG

destaque-garotos-que-ja-amei

Mais uma Tag que tem o objetivo de dar dicas de livros! =)  Quem me marcou foi a Maria Lidia do Blog Caçadoras de Spoiler.

1. Lara Jean: um livro com protagonista “não padrão”

Triângulo amoroso da era vitoriana de partir o coração! ❤

110948290SZ

2. Margot: um livro em que acontece uma viagem

…outro casal de partir o coração…

como-eu-era-antes-de-você

3. Katherine (Kitty): um livro infantil ou juvenil que te ensinou algo que você leva para a vida

Aprendi ajogar 😉

220px-Capa_do_livro_Pollyanna

4. Josh: um livro que está sempre por perto para você reler

O Conselheiro

413cWiJ9UtL._SX332_BO1,204,203,200_

5. Peter: um livro que você pegou para ler porque achou a capa bonita/atraente e que acabou se apaixonando

Não consigo achar na web uma capa com as folhas em aquarela no fundo do livro Imperatriz.

ArquivoExibir

6. Lucas: seu livro LBGTQ+ favorito

Não li muitos. Acho que dois.

48e325e7-b796-4fde-9234-7c687d8d4100

7. John: um livro único ou final de uma série que você adoraria que tivesse uma continuação para saber como os personagens estão.

O final de série que estamos TODOS esperando, mas que não sai. :/

livro-3-a-cronica-do-matador-do-rei-patrick-ruthfoss

8. Kenny: o seu primeiro amor literário

eu tinha seis anos rsrsr

8123829_orig

9. Chris: uma personagem que você gostaria de ser amiga na vida real

Anne…

666858_anne-de-green-gables-1066978_m3_636432599953332226