Clássicos ilustrados =D

41MUTiSdxBL._SY344_BO1,204,203,200_

Não sei porque livros adultos não tem ilustrações!  Estou incluindo livros ilustrados nas minhas leituras. Tenho alguns desses clássicos com belas ilustrações. Este, em inglês, David Copperfield de Charles Dickens com 212 páginas é uma adaptação do texto original. Uma das poucas adaptações que me faz ter vontade de ler o texto inteiro!

Um romance de formação que conta a história de David quando criança até depois de seu segundo casamento.

😀

Anúncios

O Peso do Nome do Autor

download

A minha edição é essa de capa dura Azul, da série “Mestres da Literatura Comtemporânea”. O livro é A Insustentável Leveza do Ser, do Mila Kundera.

A história, contada ora pelo narrador, ora pelos personagens, tenta contar a fragilidade dos relacionamentos entre diferentes casais. Tudo que envolve pessoas e sua leveza. Mesmo episódios pesados, como a guerra, se torna contraponto para falar sobre a leveza dos pensamentos humanos e suas atitudes. Tudo muito filosófico? è a proposta do autor. É como se fosse um ensaio sobre relações humanas e o que realmente é importante pra cada um. Minha releitura favorita! =D

Quer resenha? Clique Aqui.

Escritores Russos =^^=

 

Não vou falar das traduções, que deixam a desejar, mesmo quando traduzido direto do russo, vejo diferenças entre as traduções. Veja Aqui.. Não assisti aos filmes, em várias versões. Mas o livro…ah! o livro! ❤  O livro é Crime e Castigo de Fiodor Dostoievsky, com 561 páginas, publicado em 1866. A minha edição é traduzida direto do russo por Oleg Almeida, um bielorusso que mora no Brazil há muito tempo. Aqui você vê uma “linha do tempo” sobre a publicação dessa obra no Brazil.

Na história do Crime, o rapaz passa toda a história tentando justificá-lo, comparando crimes de guerra, que elevam os seus líderes a heróis. Mas o seu crime é apenas uma pessoa comum que tira a vida de outra pessoa comum e ele começa a achar que ninguém devia dar tanto crédito a um fato tão comum. E o autor nos coloca dentro da mente do assassino, ouvindo sua conversa interior.

Na história do Castigo, o rapaz sofre tanto, sua consciência o deixa acamado, triste e sem usufruir de seu feito, que o autor quase nos convence da inocência do ato! Sentimos quase raiva da vítima! A vontade de chegar a um final feliz para o pobre coitado!

Trechos do livro: “Para conhecer uma pessoa, seja ela quem for, é preciso que sejamos prudentes e discretos, a fim de não incorrermos em erros, nem em juízos precipitados, que depois são difíceis de desfazer e retificar.” “Aquela satisfação íntima que se observa sempre, até nas pessoas mais chegadas, diante da inesperada desgraça do próximo, e à qual nenhum homem sem exceção escapa, apesar do mais sincero sentimento de piedade e simpatia.”

Quer resenha? Clique Aqui. Vale a pena ler de novo! =D

 

Boas Leituras =)

vom-brazil-horz

Uma jornalista que escreve para revistas femininas e mantém um blog sobre bem-estar. Em seu primeiro romance não poderia ser diferente: ela se sai muito bem. O romance é As Violetas de Março da autora Sarah Jio, com 302 páginas. A história é muito bonitinha, todo o mistério em torno de um diário encontrado numa gaveta, traz um resultado do tipo “final feliz”. Parece um filme da “Sessão da Tarde”. Os problemas: os personagens são bem previsíveis. De novo quem fez a capa, não leu o livro, porque fala de um diário “…velho, e sua intrigante capa vermelha de veludo…gasta e puída.” Então porque colocar um livro verde, como nesta edição? E as violetas citadas são “…um tapete de minúsculas flores de cor lavanda, com centros roxo-escuros.”  A capa americana ficou melhor. Mas a história vale a pena, de fácil leitura, pra descontrair.

Quer resenha? Clique Aqui.

QUE TÍTULO É ESSE? :o

 

Um livro louco. Me fez lembrar Jumanji, um filme da Sessão da Tarde em que um menino fica preso num jogo de tabuleiro e acontecem coisas estranhas. Também me lembra o Barão de Münchhausen e Sonhos de Uma noite de Verão, o filme. Porque não se sabe o que é verdade e o que realmente está acontecendo nessa história. E o título? O livro é O Pornógrafo Tímido de Kenneth Patchen, de 1945 com 319 páginas. O autor faz parte da academia de Poetas Americanos.  Porque esse título se não há nenhuma cena mais quente ou quando é descrita, as palavras mais “quentes” são substituídas por asteriscos (***) ou travessão ( __________) ? Algumas edições vem com uma capa em que aparece o seio feminino (?). Será que na época da guerra, as edições vendáveis tinham que ter um teor mais adulto? Ou parecer conter? Porque essa “história” parece se passar num hospício. Os diálogos são surreais. Não há pornografia. O personagem principal escreve um livro e envia para publicação. Os “agentes literários” informam que seu livro foi aceito, mas houve pequenas modificações, para torná-lo mais “quente”. Mesmo sem gostar, o personagem embarca nesse mundo de fantasia, conhece pessoas absurdas, ouve conversas inimagináveis, conhece seres exóticos, se apaixona e vai pro céu.

Trechos do livro: “Essa é uma máquina que escreve livros… Descrição, Personagens, Cenário, Trama, Tipo… suponhamos que você queira uma novela ligeira. Onde ela se passa? Nova Inglaterra. Novela ligeira. É na chave de Tipo. Nova Inglaterra na de Cenário. Cada chave conduz um número de escolhas.”   “…Estendi a mão e peguei um livro. Era The Girl of the Limberlost. O segundo também… assim era o quarto e o quinto… achei que faria muito mais sentido ter um livro de que realmente gostássemos do que uma série de livros que apenas moderadamente apreciássemos.”

dvd-sonho-de-uma-noite-de-vero-16656cx6-14625-MLB3188405614_092012-F

História sobre a escrita

 

download (3)

Essa capa linda do livro Os Olhos amarelos dos Crocodilos da autora Katherine Pancoa, com 461 páginas, conta a história do processo de escrita de um livro. A personagem principal, de personalidade fraca, decide escrever um livro sobre o Sec. XII, pois entende do assunto. Ela se torna não autora, mas ghost writer, porque precisa do dinheiro e sua irmã precisa da história. É a velha história dos opostos: irmã rica e bonita, mas sem talento VERSUS irmã pobre, desleixada mas muito inteligente – pra escrever, porque em outros aspectos…. Quer resenha? Clique Aqui.

Também tem um filme de mesmo nome, que não me interessou ver. Então, porque decidi ler esse livro? Estou numa fase “oriente”, “outras culturas” e a autora nasceu no Marrocos, parte da história se passa no norte da Africa.

download (4)