…passando da medida

Cilada_SITE

O livro Cilada do autor Harlan Coben, com 271 páginas é de 2010 e esse tipo de suspense que ele escreve aqui o tornou famoso e premiado.

Uma garota desaparecida, um treinador de alunos sob suspeita, uma repórter investigativa – e nenhuma prova, faz com que não tenha um “crime” de verdade. Então o autor cria um grupo de amigos da época da escola para movimentar a segunda parte da trama; cria um crime envolvendo a repórter para que ela sinta na pele o que está fazendo com o acusado; cria um grupo de estudantes que promovem festinhas proibidas; cria um grupo de pais permissivos à bebidas para menores – e como a ilusão do mágico, para desviar a sua atenção dos verdadeiros “culpados”, que são pessoas certinhas, com uma família modelo, ele cria um final alternativo longe de todas as iscas lançada ao longo das páginas. Esperto, o cara. 😉

Mas achei os personagens superficiais, tramas em excesso, personagens secundários em excesso, suspeitos em excesso – deixando um ponto de interrogação ao terminar.

Adoro algumas capas do Raul Fernandes, mas essas dos livros do Harlan não se encaixam nas histórias. :/

Quer resenha? Clique Aqui.

Livros e Eu =D

livros-e-eu

Essa TAG foi criada originalmente por Leticia Soares Cabral:

INFÂNCIA EM LIVROS

1- Molengar: um livro que te fez querer passar o dia na cama lendo-o
Romance histórico, calhamaço, 1600…

2- Ouvir histórias dos pais: um livro que seus pais leram para você quando criança – Minha mãe é bibliotecária e lia muitos livros. Me marcou Os Desastres de Sofia da Condessa de Ségur.

3- Batalha de Almofadas: um livro que disseram: é a sua cara! Mas quando leu sentiu vontade de bater na pessoa com ele
Augusto Cury  😛

4- Piquenique: um livro com vários elementos que te agradam
O Nome do Vento do Patrick Rothfuss

5- Bolhas de sabão: um livro que não é tudo que parece
Pais e Filhos do Turgueniev

6- Acampar: um livro que te passou tranquilidade – livro de poesia

7- Guloseima: um livro que você devorou e/ou que de tão bom sente vontade de reler
O Nome da Rosa -Umberto Eco
8- Caça ao Tesouro: um livro cuja leitura você considera um desafio
livros em outro idioma

9- Álbum de Família: livro que te traz boas recordações
Rebecca de Daphne Du Marier

10- Circo: um livro alto- astral
A Fantástica Volta ao Mundo do Zeca Camargo.

Incentivo Virtual =)

images

Quem nunca pensou em parar de postar? Porque continuar? Porque tem quem gosta! =D

O escritor Alberto Zambade  criou o Prêmio Dardos, que é uma indicação virtual de outros blogueiros que escolhem quem são seus quinze favoritos, que ainda não foram indicados, criando uma corrente de boas indicações. Pra quem como eu, gosta de descobrir novos blogs é a glória ser indicada 🙂 e conhecer outros indicados.

As regras pra participar são:

-Exibir a imagem do selo do prêmio:

.premios_dardo_2008_best_blog_darts_thinker

-Mencionar o blog que te indicou:Blog Mê Guarda-Chuva  

me

-Indicar 15 blogs que transmitem conteúdos culturais, éticos, literários e

avisar aos blogs, para que também possam participar:

cri  Diário da Chris 

mulher  A Mulher Que Ama Livros

maq Maquiada na Livraria 

 

pipa Pipa Não Sabe Voar

chá Chá de Menta

lulu Lulunettes

orga Organizando o Caos

outro Outros Anos de Solidão

magia Magia Entre Palavras

coqui Catando Coquinhos no Asfalto Quente

front A Fronteira da Poesia

drin  Um Drink de Verso

style Style Around the World

poucos Poucos Graus

reti Escritos Reticentes

Aproveitem pra conhecer os Blogs. =)

 

 

 

Adoooro Tags! =)

número 8 (oito) é, universalmente, considerado o símbolo do equilíbrio cósmico e o 8 deitado simboliza também o infinito, e representa a inexistência de um começo ou fim, do nascimento ou da morte, e aquilo que não tem limite, conhecido como lemniscata, termo oriundo do latim e que significa a reflexão da eterna recriação e repetição do universo. Este termo também aparece em algumas áreas dos estudos matemáticos, como a geometria, por exemplo. A Tag de hoje são sempre 8 coisas e fui indicada pelo blog da Beatrizz, A Quimera :

8 coisas para fazer antes de morrer:

Render - Mulher Tocando Violino Baixe Renders

  1. Voltar às aulas de violino…
  2. Viajar pro Marrocos
  3. Aprender uma língua difícil
  4. Cortar o cabelo curto =D
  5. Fazer um mestrado
  6. Minha própria loja
  7. matar uma barata!
  8. Me tornar modelo de organização! =0

8 coisas que eu amo:

STEP FINAL

  1. Música
  2. Livros
  3. Filmes
  4. Fotografar
  5. Estudar idiomas
  6. Arte Journal
  7. água de côco
  8. Dormir

8 coisas que eu falo 

  1. “nem me ouve!” =D
  2. “isto não é produtivo…” :/
  3. “shame on me”
  4. “Inshallah”
  5. “eu li em tal lugar que…”
  6. “Adoooooro!”
  7. “Fala logo!”
  8. “que merreca!”

8 makes/roupas

  1. Lenços
  2. Calça preta
  3. Macacão ❤
  4. shorts largos
  5. vestido de praia
  6. óculos de sol
  7. Protetor Solar da banana boat
  8. Intense Blush da Boticário

8 coisas/objetos que não vivo sem:

20160214_171559[1]

  1. Meu Laptop
  2. Meu celular
  3. inalador vicky
  4. Livros dentro da bolsa
  5. música
  6. protetor auricular
  7. agenda
  8. pulverizador de água.

8 blogs para responder essa tag:

  1. O Mundo da Poesia 
  2. Blog da Van
  3. Estante de Romances 
  4. Me Guarda-Chuva 
  5. Unidos Sempre seremos mais 
  6. Espelho Inverso 
  7. A Fronteira da Poesia 
  8. Cult, not Cute!

 

 

Dicas de Leitura ;)

 

O blog e Vlog Livros e Café vai promover um tipo de leitura coletiva do livro Os Miseráveis do Victor Hugo. É um daqueles incentivos pra quem não consegue ler um livro de mais de 2000 páginas sozinho. Vai ter tarefas na página do face e tem uma planilha de distribuição da leitura, sendo cerca de 150 páginas por semana. A leitura vai de primeiro de janeiro à nove de abril de 2016. Vale a tentativa. =)

Pra se sentir empolgada com a leitura é só visualizar os meus vídeos favoritos sobre esse livro: eu vou ler uma edição resumida para crianças e vou acompanhar os vlogs. Não tenho o livro ainda….

Primeiríssimo lugar: Vevs Valadares.

Segundo: Tatiana Feltrin

E também sobre o projeto de leitura:

 

Dê uma olhada nesta ótima dica para 2016! Vários blogs vão participar.

 

 

 

 

CONHECENDO NOVOS BLOGS

RESPONDENDO A TAG

liebster-award tag

 

 

 

 

 

 

 

Muito tempo sem postar, então resolvi responder a uma tag. Fui tagueada pelo blog Minha Estante, Meus Livros.

Regras:

  1. Escrever 11 fatos sobre você.
  2. Responder as perguntas de quem te indicou.
  3. Indicar 11 blogs com menos de 200 seguidores.
  4. Fazer 11 perguntas pra quem você indicar indicar.
  5. Colocar uma imagem que mostre o selo da Liebster
  6. Linkar de volta quem te indicou.

 

Sobre mim:

1. minha mãe é Bibliotecária e me influenciou a ler desde pequena.

2. Mania de dormir cedo e acordar cedo.

3.Já escrevi dois livros, mas não pretendo ser escritora – leia-se: viver disso.

4. sou Bacharel em Arquivologia, e ninguém sabe o que é. :/

5. Pra desestressar ouço heavy metal.

6. Adoro montar quebra-cabeças (continuo montando mentalmente)

7. faço leitura visual ( e gestual) das pessoas à minha volta.

8. tenho pânico de elevador. Vazio.

9. Aamoo filme de terror! Séries de terror!

10. Ainda tenho um amigo imaginário 😉

11. Sou de escorpião, então, tudo o que escrevi é segredo.

PERGUNTAS DO BLOG QUE ME INDICOU:

  1. Porque você quis fazer um blog? Estava num projeto de leitura e letramento na escola onde trabalho e criei o blog pra compartilhar com os alunos
  2. Qual é mais ou menos o seu público? eram só os alunos, então algumas pessoas foram entrando e curtindo.
  3. Já passou por alguma fase complicada no blog? Se sim, qual? São fases pessoais fazendo outros projetos, então eu dou uma pausa no blog.
  4. Você tem parcerias? já cadastrei, mas como não sou um blog de resenha, então não fechei parceria.
  5. Quais os posts mais populares do seu blog? sobre como ler em ingles, como escrever uma história
  6. Como você acha que as pessoas veem seu blog? um blog de poesia :/
  7. Um fato sobre você no campo de blogueiros(as) . Já recebi convites pra escrever em outro blog e fui citada no vlog da Tatiana Feltrin e da Pam-Garota IT
  8. Como surgiu o nome do seu blog? Exatamente o nome: eu cheia de Projetos e só colocando no papel e vendo dificuldades de colocar em prática, 🙂
  9. Como você interage com seu público? Antes eu deixava todos os comentários, mas meus alunos escreviam muitas besteiras, então bloqueei comentários. Ano passado distribuí marcadores feitos manualmente, e recebi muitos pedidos. :0
  10. Um sonho seu: Terminar meu Mestrado em Literatura
  11. Quais os seus projetos futuros? Viajar para a Europa.

BLOGS INDICADOS

1.http://momentodaleitura.blogspot.com.br/

2.http://estante-da-josy-.blogspot.com

3.http://domeumundoaoseumundo.wordpress.com

4.http://confissoesdeumleitor.wordpress.com

5.http://facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

6.http://olhardeumanerd.blogspot.com.br

7.http://questionese.blogspot.com.br

8.http://incontrolaveispalavras.blogspot.com.br

9.http://doqueeuleio.blogspot.com

10.http://momentocrivelli.blogspot.com.br

 

Gente, tem muito blog pra ser indicado lá no Blogueiros Literários, mas escolhi randomicamente.  hhhhh

 

PERGUNTAS PARA OS BLOGS

1.SEU BLOG É APENAS LITERÁRIO OU VOCÊ GOSTA DE OUTROS ASSUNTOS?

2. QUAL A SUA POSTAGEM FAVORITA E O QUE FAZ PARA QUE SEJA A MAIS VISUALIZADA?

3. QUAL O SEU BLOG/VLOG FAVORITO PRA VIDA TODA?

4. QUAL O SEU LIVRO PREFERIDO DE TEMA DE CONVERSA?

5. QUAL LIVRO FALOU DE UMA CIDADE QUE DEU VONTADE DE CONHECER?

6. QUAL LIVRO VOCÊ LEU SÓ PORQUE TODO MUNDO TÁ LENDO?

7. SE LIGA EM EDITORAS, OU ACHA QUE TODAS TEM UMA BOA VARIEDADE?

8. ACHA A CAPA DE UM LIVRO IMPORTANTE PARA SER LEMBRADO?

9. GOSTARIA DE VIVER SÓ DO E PARA O BLOG?

10. COMO DIVIDE SEU TEMPO PARA REALIZAR TUDO O QUE GOSTA?

11. JÁ FOI SORTEADO EM ALGUMA PROMOÇÃO?

PRONTO! MISSÃO DADA, MISSÃO CUMPRIDA!

 

 

frase-e-aqueles-que-foram-vistos-dancando-foram-julgados-insanos-por-aqueles-que-nao-podiam-escutar-a-friedrich-nietzsche-101448

BEST POST ABOUT #1

MELHORES POST SOBRE ESCREVER SEU LIVRO

Um dos post mais visitado deste blog, foi o que deu dicas para escrever sua própria história.

Então, vamos conversar sobre isso. Eu comecei escrevendo em uma aula de Semiologia, na Universidade

Federal, publiquei independente. Minha professora me incentivou à reescrever uma de minhas histórias e

partir pra oferecer pra Editoras. Essa é a parte chata. Mas vamos começar a escrever:

Só se começa, começando. As pessoas que têm uma história, é mais fácil orientar. Criar um caminho.

(dúvidas e orientações: projetosnopapel@hotmail.com)

Alguns sites dão dicas preciosas, mas não adianta ler muito sobre o assunto e não colocar em prática.

Tente. Existem vários métodos. Tente um. Se não der certo, procure outro método. Tente de novo.

Estipule um prazo maior para finalizar seu projeto: livro não se escreve em dois meses. O primeiro exemplar pode levar anos.

Depois, seu editor pode querer transformar sua história em 3 livros, e aí, você volta pro computador por longos meses, DE NOVO!

Então, nada de pressa.

Quero postar aqui o texto escrito por Laura Barcelar no Blog Escreva seu Livro :

O escritor-aranha

O ato da escrita tem – na minha opinião de editora – algumas semelhanças com o trabalho das aranhas tecedeiras, aquelas nossas amigas de oito patas e variado número de olhos que fazem teias.
Com certeza, elas não entendem nada de editoras, mas sua abordagem para armar teias pode ser muito instrutiva para quem deseja escrever. Não a toa, elas são símbolo da escrita, inventoras do alfabeto e musas da criatividade em mitologias de várias culturas. Veja só.

Lição aracnídea número 1

As aranhas fazem suas teias muito rapidamente.
Em meia hora ou quarenta minutos, mesmo aquelas teias grandes e lindamente geométricas ficam prontas. O recado para escritores é: trate de escrever o que você pretende rapidamente e chegar ao término de seu projeto. Escrever livros não é um trabalho para se estender por toda a vida, mas algo pontual e com um fim em vista.

Lição aracnídea número 2

As aranhas fazem teias apoiadas em algum lugar.
Repare que mesmo as teias mais intrincadas precisam ter várias linhas que as ancorem a pedras e árvores, de modo que não se rompam com o impacto do inseto. O equivalente na escrita é a ligação com a realidade. Mesmo a ficção mais delirante, a poesia mais fantasiosa, precisa ter linhas firmes e resistentes de conexão com o mundo real, para que o leitor não escape da leitura por achar o perfil psicológico do personagem impossível ou sua ação deslocada em relação aos acontecimentos apresentados.

Lição aracnídea número 3

As aranhas fazem teias para capturar insetos.
Esses animais não perdem tempo fazendo teias para outra coisa que não seja enriquecer sua dieta de proteínas. Na escrita, isso quer dizer uma preocupação em construir tramas para capturar a imaginação do leitor e nada mais. Charmes estilísticos, efeitos literários, citações profundas devem ser todas deixadas de lado se não contribuírem para enredar o leitor na história.

Lição aracnídea número 4

As aranhas constróem suas teias onde há insetos.
Nossas práticas professoras se empenham em armar suas redes onde muitas vítimas em potencial voejem, pulem ou passeiem. O que escritores devem aprender com isso é escrever suas histórias para públicos que existem, ou seja, grandes grupos de pessoas que possam se interessar por aquele tema e abordagem.

Lição aracnídea número 5

As aranhas fazem teias invisíveis.
É evidente que o inseto não pode enxergar a teia antes de bater de encontro a ela, ou simplesmente fará um desvio em seu plano de vôo. Do mesmo modo, se o leitor perceber como a trama foi construída – com excesso de lógica ou pouco suspense, por exemplo – certamente perderá o interesse e escapará da leitura.

Lição aracnídea número 6

As aranhas refazem suas teias sempre que necessário.
Se você jogar talco numa teia para enxergá-la, dali a pouquinho sua proprietária a desmanchará e fará uma nova teia, mais leve e menos visível. Se você romper um dos fios da teia, a aranha também se apressará em tecê-lo de novo. Ensina assim ao escritor que, quando sua obra deixa de funcionar por alguma razão, a abordagem eficiente é desmanchá-la e refazê-la, sem pena pelo que não cumpre mais sua função.

Lição aracnídea número 7

As aranhas não ficam presas em suas próprias teias.
Apesar de a maioria dos fios das teias serem pegajosos, as aranhas sabem onde colocar suas oito patas para não ficarem presas em suas construções. O escritor-aranha aprende com isso a não ficar fascinado com seu próprio trabalho, mas tratá-lo como uma ferramenta útil para atingir seu objetivo: capturar a imaginação do leitor.

Lição aracnídea número 8

As aranhas fazem muitas teias.
Uma vez que necessitam de bastante proteína, as aranhas precisam caçar uma quantidade respeitável de insetos por dia. Sendo assim, não perdem tempo em fazer nova teia assim que terminam uma refeição. O recado dado a você, escritor, é fazer muitos projetos, escrever bastante, incorporar a escrita às suas rotinas diárias para conseguir atingir o objetivo de criar bastante e ter muitos leitores.

Desejo-lhe boa sorte e um futuro cheio de teias eficentes!