Que final surpreendente!

O livro Godsgrave, de 592 páginas, do autor Jay Kristoff, continua a história de Mia Corverese tornando uma Lâmina. Agora ela faz parte da Igreja Vermelha e está pronta para sair por Godsgrave matando em nome da fé. Se no primeiro livro tivemos mortes e luta, este mantém o ritmo alucinado em um nível muito superior, mais lutas, mais sangue, mais cenas escandalosas, mais sexo e mais. O autor repete a fórmula do primeiro em uma nova competição, agora muito mais perigosa e brutal. Mia quer se vingar de Scaeva e Duomo de uma vez, e para isso cria um plano contra a Igreja por trás dos panos. Ela não consegue escolher entre lealdade e vingança e tem uma reviravolta incrível.

SPOILER: para ganhar a Batalha de Quebra-Mar o inimigo de Mia traz o mar até a terra e ela mata seus amigos. Tudo faz parte de um plano em que as mortes são fakes pra se vingar de Leona. E ela rouba a sombra de Furian e se torna mais forte.

Livro e Filme

O livro/Hq V de Vendetta do roteirista Alan Moore conta em 300 páginas a história triste de um homem que sobrevive um campo de concentração e experimentos. Uma história aterrorizante sobre a perda da liberdade, o abuso de autoridade e a esperança. A história se passa na Inglaterra de um futuro imaginário que se entregou ao fascismo, mostrando a natureza sufocante da vida em um estado policial autoritário e a força redentora do espírito humano que se rebela contra essa situação, deixando um pensamento: o quê nos transforma em monstros?

O filme V de Vingança lançado como ficção científica em 2006 é baseado nos quadrinhos e tem no elenco a ótima atriz Natalie Portman.

Heroína do Deserto

O livro A Heroína da Alvorada, último da trilogia da autora canadense Alwyn Hamilton, finaliza a história de Amani em 384 páginas, encerrando a luta política de destituir o sultão malvado e colocar no trono o seu amado Jin, depois de libertar seus amigos da cidade fantasma.

SPOILER: Ainda prefiro o primeiro livro da série. Achei cansativo ela continuar lutando, continuar tentando ser a “Bandida de Olhos Azuis” aquela que sabe atirar, quando ela se torna a djin das areias e nem pode tocar em metal! Claro que é inspirador quando uma personagem é forte e consegue seguir em frente mesmo com medo. Ela teme as perdas, os sacrifícios e as mortes. O peso da guerra sobre seus ombros e dos seus companheiros de luta; mas sabe que, no fim, vai valer a pena. Toda essa luta está buscando pela liberdade, para dar voz ao deserto e ao seu povo. É uma rebelião, afinal de contas.

Surreal!! \_(=/)_/

O livro O Herói das Eras do autor Brandon Sanderson, último da trilogia Mistborn, conta em 688 páginas os últimos atos de Vin, Elend e Fantasma tentando ainda encontrar o atium e não permitir a volta do Senhor Soberano. Acontecem muitas aventuras nesse livro.

Vin abdica do poder do poço e acaba libertando Ruína que está tentando destruir a humanidade. Elend Venture, por sua vez, se torna um Nascido da Bruma, além de Imperador.  As brumas estão cada vez mais perigosas e acabando com as plantações, mas existem depósitos de comida e água, assim como informações de como derrotar Ruína que foram deixadas pelo Senhor Soberano para continuar com seu domínio. Esse livro mostra novos embates, novas relações e novos males que assolam o Mundo, conta sobre o passado dos kandras e sua função no Mundo. O livro é complexo e confuso em alguns momentos, clichê quando trata sobre o papel dos “irmãos primordiais“, Ruína e Preservação como criadores de mundos.

Mas que final surreal, nada do que estava prevendo, aconteceu e fui enganada todo o tempo sobre quem era O Herói das Eras.

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Brandon_Sanderson

Uma História delicada ♡

O livro O Dia da Tempestade da autora britânica Rosamunde Pilcher, conta em 223 páginas a história de uma jovem que mora sozinha em Londres. Sua mãe sempre arranja novos parceiros e no momento vive com um sueco na Espanha. Ao receber a notícia da saúde precária da mãe, ela tira uma folga do trabalho e viaja pra lá onde conhece toda a história de sua família, um avô famoso e resolve ir conhecê-lo na Escócia após a morte da mãe.

SPOILER: sabe aquele livro que traz um quentinho no coração? São os livros dessa autora. Claro que o suspense que ela apresenta na história é leve e você já sabe quem é o vilão, quem vai conquistar seu coração. Claro que as primeiras 150 páginas te prende, mas depois a autora apressou a história e ficou umas pontas soltas, parecendo um livro sem final. Podia ter mostrado que a garota não devia ter mentido porque isso atrapalha ajudar as garotas que realmente precisam. Podia ter feito o rapaz nem estar na cidade pra provar a mentira da garota. Mas vale a pena a leitura.

E a capa do livro remete à tela de pintura feita pelo personagem. Gostei.

QUADRINHOS LIDOS

Josie Schuller é uma esposa dedicada, uma mãe amorosa e uma assassina de aluguel, que esconde seu ofício da família. Ela é capaz de equilibrar os deveres de uma típica dona de casa norte-americana dos anos 1960 com uma porção de assassinatos a sangue-frio, até que um pequeno deslize faz com que seu chefe ameace aposentá-la de vez. Muito divertido.

O Espinafre de Yukiko parece uma obra autoral, é uma história para adultos. Um artista francês que mora em Xangai se apaixona por sua modelo, mas ela espera seu amor voltar. Ele propõe que eles fiquem juntos enquanto ela espera e ela aceita.

Sinopse: Na madrugada depois do Dia das Bruxas de 1988, quatro entregadoras de jornal de 12 anos descobrem o que pode ser a história mais importante de todos os tempos! Drama suburbano, ficção científica, viagem no tempo e mistérios sobrenaturais colidem nessa série sobre nostalgia, primeiros empregos e os últimos dias da infância.
Para os fãs das aventuras “estilo Steven Spielberg dos anos 80” e Stranger Things, a série da Netflix.

Vale a pena a leitura, muita ação e aventura.

Eu li a série há muito tempo e achei o quadrinho sem efeito.

Li Musashi e achei os quadrinhos muito bom me fazendo voltar para a história.

Ritmo de Bossa-Nova

O livro A Ascensão Dos Dragões da autora americana Morgan Rice, conta em 332 páginas a história de três personagens. Kyra uma adolescente que luta pra se tornar uma guerreira mesmo contra a vontade de seu pai, embora ela seja a única garota em uma fortaleza de meninos. Após um encontro sinistro na floresta, ela descobre habilidades especiais e uma misteriosa força interior.

Alec, um adolescente, se sacrifica pelo irmão que tem deficiência, assumindo o seu lugar durante a convocação e sendo levado para as Chamas, uma parede de fogo com cem metros de altura, pra impedir o avanço do exército de trolls em direção à cidade do comandante. Durante a travessia numa carroça, conhece os outros garotos que também estão lutando pela vida!

Merk, um mercenário que luta para deixar seu passado para trás, não quer mais ser um assassino. Ao atravessar a floresta em busca de se tornar um Vigilante das Torres e ajudar a proteger a Espada de Fogo, a fonte de todo o poder mágico do reuno, ele descobre que para sobreviver terá que continuar matando. Mas os Trolls também querem a Espada – e se preparam para uma invasão em massa que poderia destruir o reino para sempre.

SPOILER: Até a página 100 estava num caminho tão interessante! Mas depois a autora começa a se distanciar da história principal, pra esticar um pouco o final desse primeiro livro. E deixar muita coisa para depois. E são vários adolescentes sem noção, achando que podem tudo contra homens armados e treinados. Aí a autora encontra uma saída fácil: um lobo pula, um dragão aparece e depois some. E os motivos da lutas dos governantes são rasas. Mas depois de Tróia quem sou eu pra escolher bons motivos.

O quê o Silêncio Faz.

O livro A Música do Silêncio do autor Patrick Rothfuss conta em 144 páginas a história de Auri, uma garota misteriosa, silenciosa, que vive nos subterrâneos da universidade. Poucas pessoas sabem da sua existência: uma rede descontínua de túneis antigos, corredores serpenteantes e salas abandonadas. Ali, no meio desse local esquecido, situado no coração dos Subterrâneos, Auri encontra coisas, nomeia objetos e os guarda. Ela espera por alguém.

Achei o livro poético, centrado em descrições de coisas, espaços e pensamentos, do jeito que eu gosto. Por ser um personagem único, me parece um estudo de personagem, pra ter “raízes” quando aparecer dentro de outra história. Acho que poderia ter sido um capítulo de um dos livros da Crônicas do Matador de Reis, mas acho que um “bisturi editorial” achou melhor retirar essa parte, muito coisa de menina. Única parte que não gosto na Auri é que, apesar de todo essa independência, ela está esperando o boy, arrumando o lugar pra ele, achando que ele vai amar e ficar ali pra sempre com ela. Aff! Mulheres…

O livro tem ilustração de Nate Taylor

Se você não se Lembra, Não Aconteceu.

O livro Recursão do autor americano Blake Crouch conta em 320 páginas duas narrativas paralelas.Em 2018, Barry, um policial enlutado, se depara com uma mulher que sofre da Síndrome da Falsa Memória, uma doença misteriosa que planta na cabeça de suas vítimas lembranças de vidas que elas nunca tiveram.

Em 2007, Helena Smith pesquisa a cura do Alzheimer para tentar ajudar a mãe que tem problemas de memória. Um milionário excêntrico, oferece a chance de sua vida: recursos ilimitados e um laboratório próprio para avançar com sua pesquisa.

SPOILER: por acontecer em dois tempos diferentes, a história fica indo e vindo, repetindo até deixar todo o texto cansativo. Não é meu livro preferido do autor- Pines é imbatível. Como meu pai teve Alzheimer, achei que teria maior identificação com a história, mas a personagem com problemas não foi desenvolvida pelo autor.

O Anti-herói

O livro Vilão da autora americana V.E.Schwab, conta em 364 páginas a história de Victor e Eli, dois jovens brilhantes que se conheceram na universidade e juntos descobriram que, sob determinadas condições, as pessoas seriam capazes de desenvolver habilidades extraordinárias. Eles decidem fazer seu trabalho final de curso sobre os EOs. Tal descoberta é um divisor de águas na vida e na amizade deles.

Logo no início do livro, sabemos que Victor acabou de fugir da prisão após passar dez anos preso e que ele e Eli são agora inimigos. Ele se dirige ao cemitério onde conhece uma garotinha que tem poderes. Eli agora é uma pessoa que odeia os seres criados por eles e quer exterminá-los.

SPOILER: entendo porque a autora vende muito: porque escreve bem. Sua criação dessa fantasia contemporânea é bem desenvolvida, mas senti falta de coisas escondidas, da curiosidade pra saber o quê ou quem vai fazer algo. Tudo foi dentro do esperado. O personagem principal é o sentimento de vingança, de finalizar uma coisa que não devia ter começado: a criação dos EOs.