Leitura difícil… :/

Eu já havia iniciado esse livro algumas vezes; aproveitei o feriado para dar um fim nessa leitura difícil – o livro O Pêndulo de Focault do autor Umberto Eco com 613 páginas de texto com letras minúsculas e poucos diálogos, muitas descrições, textos em outros idiomas, explicações físicas e matemáticas, filosóficas, mística.

Tres amigos que trabalham numa editora de livros místicos, resolvem criar seus próprios mistérios a respeito de um certo mapa dos Templários. E algumas pessoas acreditam ser verdadeiro o que coloca a vida dos tres amigos em perigo. Ele me lembra a filosofia de “O Mundo de Sofia” quando fala de cada uma das religiões e seus pontos positivos e negativos. Nada é tão bom que não carregue uma maldade e nada é mal o tempo todo, que não faça alguém se sentir bem.

Os dez capítulos tem nomes em hebraico, para explicar cada início tem um texto ou em hebraico ou em latim de um outro livro. O texto mistura personagens reais e fictícios. A trama começa empolgante, depois você esquece – o quê todos estão procurando mesmo?

Trechos do livro: “…é inútil escrever quando não se tem uma poderosa motivação, é melhor reescrever os livros dos outros – como faz um bom redator editorial…” “Não é que o incrédulo não deva acreditar em nada. Não crê é em tudo. Crê numa coisa de cada vez, e numa segunda apenas se essa de certa maneira descende da primeira.” “…estamos projetando uma reforma do saber. Uma Faculdade da Irrelevância Comparada, onde se estudam matérias inúteis ou impossíveis. A faculdade tende a reproduzir estudiosos em grau de aumentar ao infinito o número de matérias irrelevantes.”

Pra lê e gosta de Dan Brown, é bom conhecer de onde ele tira suas idéias. 🙂

Quer resenha? Clique Aqui.

foucault_pendulum_animated

Hi$tóRi@ CONCEITUAL =)

ocemitc3a9riodepraga

O que acontece quando você gosta de um autor? Quero ler todos os livros dele!  E quais são suas expectativas quando dois livros são bons? Que o terceiro me surpreenda! E quando a premissa é fantástica? Qual é a pegadinha? Porque essas três qualidades fazem o livro perfeito!!  O que esperar de Umberto Eco – autor que gosto – no livro de 2010, O Cemitério de Praga, com 478 páginas, que se passa em no séc XIX – meu favorito – personagens históricos reais!  Não me surpreendeu, não me decepcionou.  Teve alguns momentos instigantes, de ficar acordada lendo, alguns momentos maçantes, gzuuiss! , momentos que me parecia um outro escritor… mas valeu a pena.

O livro é conceitual: para diferenciar os três personagens que “contam” a história, a impressão do texto usa diferentes fontes pra cada um. Para o narrador, fonte bodoni em Negrito; para o abade Dalla Picolla fonte Myriad em itálico; para Simonini, fonte garamond. E ainda tem quando cada um conta algo sobre o que outra pessoa disse, porque aí a fonte tem uma ligeira mudança… Isso no começo, traz um certo caminho a seguir, já que se trata da história de um duplo. Mas depois , dá uma sensação que a história recomeça de novo, e de novo…com outro ponto de vista, que dá na mesma, para “ a vítima”.

Trechos do livro:

“Os padre…Como os conheci? Na casa do vovô, creio; tenho a obscura lembrança de olhares fugidios, dentaduras estragadas, hálitos pesados, mãos suadas que tentavam me acariciar a nuca. Que nojo.Ociosos, pertencem às classes perigosas, como os ladrões e os vagabundos. O sujeito se faz padre ou frade só para viver no ócio…”

Que fique claro …que não produzo falsificações, mas sim novas cópias de um documento autêntico que se perdeu ou que, por um acidente banal, nunca foi produzido, mas que poderia e deveria sê-lo.“

o personagem cita com detalhes as refeições servidas: „…bastava colocar umas fatias de pão numa sopeira, temperando-as com muito azeite e pimenta recém-macerada; ferviam-se em ¾ de litro de água e sal umas cebolas fatiadas, tomate em tirinhas e calaminta; depois de vinte minutos derramava-se tudo sobre o pão, deixava-se descansar por uns minutos e pronto, servir bem quente.“

Quer resenha? Clique Aqui.

Tag: Sobre Escritores

capa

 

Fui tagueada pela Mayara do blog Devaneadora de Idéias para mostrar minhas idéias sobre escritores. Vamos lá!

1.                 O escritor que te iniciou no mundo da leitura
Leio desde antes de saber realmente ler. Mas na escola eu comecei com José de Alencar: Senhora.  Já reli e é muito bom!

2.                Um escritor que te ganhou de volta e um que te perdeu para sempre
Eu dou chance para livros, não para autores. Mas eu disse que não ía mais ler Cassandra Claire e amei As Peças Infernais. Um que nem tinha me ganho, mas me perdeu foi o Nicholas Sparks.

3.                Um escritor brasileiro e um estrangeiro
Moacyr Scliar – George R. Martin

4.                Um escritor “zona de conforto”
Sophie Kinsella

5.                Um escritor que você traria de volta dos mortos
Umberto Eco

download (1) download (2) download

 

QUERO LER

 

A História da Feiura (Umberto Eco) – Esse é o livro que algumas vezes quando entro em uma livraria, pego para folheá-lo.  Além das obras de artes há toda a história e citações sobre a feiura. É um livro curioso que eu adoraria ter na minha estante.

ESTE É UM LIVRO RECOMENDADO POR UMA AMIGA : o livro conta a história do samurai Musashi no antigo Japão. Eiji descreve a cultura e história da época em detalhes, e também os ensinamentos dos samurais.