Leitura Compartilhada #7

Começando o terceiro volume. Olhando a Planilha, vejo que as férias e a maratona de Carnaval, fizeram um bem para as minhas leituras este ano! Estou conseguindo não só ler os volumes deste projeto, como incluir outras leituras, para não cair numa ressaca literária.

Neste livro I Em casa, do III volume de Jean-Christophe do autor Romain Rolland, JC resolve dividir um apartamento com seu melhor amigo Olivier. Mesmo tendo opiniões diferentes o poeta e o músico fazem essa amizade ficar mais forte. O francês Olivier dizia: “Na própria Literatura não viste senão o teatro de luxo…acreditas que um  trabalhador saiba sequer o que neles se passa? Como todos os estrangeiros, dás uma importância desmedida aos nossos romances…” JC respondia “A alegria de vocês é um engodo, um sonho de um fumador de ópio. Vocês se embriagam de liberdade e esquecem a vida.”

E finalmente o sucesso chega na vida de JC! Olivier consegue fazer com que um jornal fale dele e todos os repórters passam a querer falar com ele, e sua música passa a ser citada e tocada.

Projetos

Esta página contem meu processo de escrita, sendo meus os direitos autorais. Se utilizar, favor fazer as devidas citações.

This page contains a writing process, with my copyright. If used, please make the appropriate citations.

Gosto de projetar. Fui uma ótima aluna em Gestão de Projetos. Tenho vários projetos inacabados, não implantados, para o futuro. Acho que gosto de postergar, para que fique perfeito. Mas isto não é o correto. Projeto bom é projeto finalizado.

E você? Tem algum projeto que só fica na mente e nunca foi pro papel? Tem algum projeto que pretende colocar em prática? (algum dia, quem sabe!).

Pode me contar e se quizer compartilhar, colocaremos nossos projetos incabados aqui. Se tenho medo de alguém copiar e usar?

Nãão. Com certeza, não. Estamos na era do compartilhamento. É isso que faz a diferença. Desde que com os devidos créditos, pode usar e compartilhar.

DIÁRIO DE LEITURA COMPARTILHADA – 2016

REVISTA DIGITAL MEDIAÇÃO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ARQUIVOLOGIA

TERMO DE ABERTURA DE PROJETO DE DOCUMENTAÇÃO

projeto_Patrimonio e Cultura

PROJETO_Arte, Espaço e Pensamento

projeto_Ponto de Vista

PROJETO ACERVOS FOTOGRÁFICOS

MONO_Análise de Web sites

TERMO DE ABERTURA DE PROJETO DE DOCUMENTAÇÃO

ELABORAÇÃO DE UM PROJETO DE GESTÃO DOCUMENTAL

apostila como começar

 

Projeto Leitura Compartilhada

diario

“A tudo que é mortal – à morte, que tudo iguala e pacifica – ao mar onde se perdem os rios inumeráveis da vida, ofereço a minha obra e a mim mesmo.”                                                                                           Romain Rolland

Meu primeiro desafio para 2016 será ler essa “trilogia” que contém os sete livros que compõem a história de JEAN-CHRISTOPHE, um músico do século 19, meio biografia-ficção, foi lançado primeiro em um jornal de Paris, de 1904 a 1912. Escrito por Romain Rolland– que também escreveu biografias de Tolstói, Michelangelo, Gandhi e Bethoven- este livro ganhou o Grande Prêmio de Literatura da Academia Francesa em 1913 e em 1916 foi laureado com o Prêmio Nobel.

jean-christophe-volume-i-romain-rolland-8525041955_200x200-pu6e6af883_1 5978291_1gglivro-jean-christophe-vol3-romain-rolland-152311-mlb20513650438_122015-o

A minha edição são esses três volumes, com capas lindíssimas. A primeira capa e a segunda são de Claude Monet, a terceira é de Paul Gauguin, da Editora Globo.

O que é uma leitura compartilhada? Me lembro que na época da escola, eu tive ótimas professoras de Língua Portuguesa e Literatura. A turma era dividida em cinco ou seis grupos e cada grupo devia ler um livro indicado e fazer uma análise do mesmo: o que gostei? o que não gostei? qual o problema apresentado? qual a solução dada? quais as palavras difíceis? qual os personagens principais e secundários? quais suas características físicas e psicológicas? Então nós apresentávamos lá na frente – com muita timidez normal nessa idade (10-12 anos), compartilhando a nossa impressão a respeito do livro e da história. Eu, como nerd total, lia o livro do meu grupo e todos os outros. Essa é a idéia principal: você não tem tempo de ler todos os livros bons que existem, então leia o máximo que puder e os outros….você conhece através dos compartilhamentos de jornais, revistas, web, sites, vlogs e conversa entre amigos. É assim que deve ser. 😀

group

A Planilha de previsão de leitura, postada lá em cima, está disponível pra download aqui no blog, na página Projetos. você pode utilizar pra suas próprias leituras e idéias. A minha proposta é criar um post por semana, contando sobre a quantas anda a história, citar os melhores trechos e se você não gosta de spoiler, sinto muito, mas não sei definir exatamente o limite que te faz perder a curiosidade por uma boa história. Romeu e Julieta e Dom Casmurro estão aí pra provar que uma boa história vai ser sempre lida, refilmada, recontada, mesmo que todo mundo saiba como termina. =)

Post #1.

Post #2.

Post #3.

Post #4

Post #5

Post #6

Post #7

Post #8

Post #9

Post Final

 

NÃO CONSIGO SER FIEL! :(

Não consigo ler apenas um livro de cada vez! E quando estou nessa fase complicada – como agora –

fico lendo vários livros ao mesmo tempo, abandono um pra dar prioridade aos mais interessantes, vejo vários livros marcados pela metade na estante…isso me deixa louca.

Então fevereiro eu comecei vários livros que não terminei – ainda. E aí resolvi começar um outro! este é o culpado:

 

A Corte do Ar. Edição linda, história interessante, li 100 páginas em pouco tempo e curiosíssima para o final.

Quer resenha? Aqui. Olhe a edição por dentro da capa, onde um adesivo imita a escotilha do dirigível!

Ainda estou lendo outros 3 livros: Um sobre Leonardo da Vinci, A Menina que fazia Nevar e Um livro histórico.

Até o final de março, termino todos! e aí volto pra minha planilha organizada! 😉

Planilha de Leitura: Livros para 2014!

frases-facebook-nunca-julgue-um-livro-pela-capa

Estou disponibilizando a minha PLANILHA LEITURA. Você deve personalizar no seu estilo. As colunas já contém a formula de dividir

a quantidade de páginas por 30 dias, mostrando  a sugestão de leitura por dia (para finalizar o livro em um mês). Aqui tem o link do blog no qual me inspirei pra criar minha planilha.

planilha

Separei os livros por assunto/gênero: gosto de classificar segundo o que a história conta. Se é um livro classificado como bibliografia, mas conta uma história com começo, meio e fim, prefiro classificar como romance ou outro tipo de literatura.

Comecei dando notas para os livros (as estrelinhas no final da planilha), mas desisti, porque, depois que eu lia o próximo e era

muuuito melhor, quantas estrelas daria pra ele? No final vi que os próximos livros iriam ter mais de 5 estrelas! – então resolvi não avaliar

os livros antes de finalizar a planilha. E agora desisti de avaliar, porque tem história que eu não gostei muito, mas agora… acho que vou continuar a ler a série, e avaliar como uma história completa.

Fiz a planilha pra 50 títulos, mas já estou no número 65! Tem livros de todos os tipo – pra não enjoar. Desde séries infanto-juvenil, até

livros mais profundos e elaborados. Tem quadrinhos e literatura fantástica. Tem livro brasileiro e até um autor árabe. Tem livros clássicos e chick-lit. Tem livros que foram relidos e muitos, que conheci agora. Dois foram e-book e o restante, livro físico.

Alguns ganhei de presente, outros foram empréstimos de bibliotecas e amigos. Também comprei na feira do livro.

Um livro de 700 páginas eu li num fim-de-semana, enquanto um de poucas páginas demorei meses!

Lí vários livros ao mesmo tempo: eu me obrigo a ir até a página 100 – acho que até aí já dá pra saber se eu consigo continuar

com a história. Abandonei muitos livros, alguns depois da página 100…

Alguns eu fiz leitura dinâmica, por necessidade de leitura, pra ver um filme, e aí nem coloquei na planilha, como é o caso dos dois livros

do Percy Jackson.

Acho que foi um ano muito proveitoso, mas realmente abri mão de ver novela, de ficar na internet, de estudar on-line, pra finalizar

minha meta. Acho que ganhei muito com minhas leituras, me apaixonei por alguns autores, me decepcionei

com alguns livros tão bem falados, ri muito, chorei com as histórias e me emocionei com as conquistas: foi divertido

“viajar” nesse ano de 2013.