Volta ao mundo, lendo livros =D

vanvan1

Este ano tive a oportunidade de ler livros de vários autores, de vários lugares do mundo e também histórias que se passam em lugares diferentes.

Este livro sobre o artista Rembrandt,  Van Rijn da autora Sarah Emily Maino, mistura ficção e realidade  em 441 páginas. A história de um rapaz que não quer seguir os passos de seu pai e continuar publicando mapas. Ele quer editar seu próprio livro na distante Amsterdã do século XVII e escolhe um pintor obscuro para seguir e descobrir os mistérios de sua vida e os segredos de suas obras. A diagramação também tem um diferencial: o diário de Rembrandt é escrito em itálico e a história de como o rapaz/editor chegou até ele, em letras normais, mas em formato de peça de teatro; também temos versos e poesias na obra; temos algumas crônicas avulsas; citações bíblicas; temos cartas trocadas entre os personagens; temos listas de tarefas ou de compras; alguns capítulos possui o título no latim original; e também muitos capítulos dedicados à filosofia e à arte. O livro também fala de técnicas de pintura e de religião, talvez porque a maioria dos quadros descritos, são versões para passagens bíblicas. Gosto de ler sobre esse período e a autora fez uma pesquisa muito boa e ganhou um prêmio por este livro. Acho que a edição ficou devendo alguns dos belos quadros do pintor.

 

Anúncios

O mesmo tema.

O_QUADRO_DA_MENINA_DE_AZUL_142063135748966SK1420631357B

O livro O quadro da Menina de Azul, de Susan Vreeland, com 174 páginas, vem falar do mesmo tema de outro livro que li (ver post) sobre o pintor holandês Veermer, famoso por suas poucas obras e muitas falsificações. Mas o primeiro capítulo em primeira pessoa, o segundo com narrador oniciente, o terceiro com narrador fazendo parte da história….

A ficha catalográfica diz “Romances: Literatura Norte-americana“. Na orelha do livro diz: “…narra neste romance…organizada em oito episódios…” “No primeiro capítulo…”  E então… é um livro de contos…

Tive que reler os dois primeiros “capítulos”. São 8 contos sobre o mesmo tema: uma tela atribuída a Veermer em que uma menina vestida de azul olha pela janela. Gostei de apenas dois deles. Em um dos contos, o quadro é de um soldado alemão que recolheu de uma família judia durante a guerra. Em outro o quadro é de um homem casado que mantém o quadro por o faz lembrar de um amor da infância.

A autora é professora de redação criativa na Califórnia e um de seus livros foi transformado em filme.

45139189-young-woman-in-blue-vintage-dress-late-19th-century-sitting-in-coupe-of-retro-railway-train-looking-