Uma Aventura que Vale a Pena Ler!

127169049_1GG

O primeiro livro da trilogia Mar Despedaçado – Meio Rei, do autor inglês Joe Abercrombie, conta em 288 páginas a história de Yarvi, um garoto príncipe, que estuda pra ser ministro, mas com a morte de seu pai e de seu irmão, sua mãe o coloca sentado no trono negro. Ele se vê ligado a um casamento com sua prima e seu tio promete o ajudar a governar. Ele jura vingar a morte do rei e o tio o leva para ver uma pilhagem no reino vizinho, o que ele não concorda, confirmando mais ainda que não nasceu para ser rei. Ele tem uma mão defeituosa, não consegue lutar com uma espada, mas é inteligente, Lê muito, fala várias línguas. Ao ser traído, se vê jogado ao mar, é vendido como escravo e se vê num navio como remador. Passam por várias aventuras no mar onde ele faz amigos entre os ladrões. E com a ajuda deles consegue cumprir seu juramento.

SPOILER: A história contada em terceira pessoa mas com foco no personagem de Yarvi e suas desventuras, com muito drama mas com personagens muito bem humorados como o Nada. A traição de seu tio e de seus homens o torna mais desconfiado e inteligente. A cena de destruição do navio onde eles são prisioneiros é digna de Spielberg! Emocionante quando seu Tio se revela o verdadeiro rei! O autor escreve cenas muito boas e vale a pena a leitura.

Quero ler tudo desse homem! =D

TRECHOS DO LIVRO:

meio1

 

O Título poderia ser “Crime e Castigo”?

O livro O Fauno de Mármore (The Marble Faun or The Romance of Monte Beni) do autor inglês Nathaniel Hawthorne, conta em 288 páginas (em duas colunas) a história de um grupo de quatro amigos, dois casais, que resolvem conhecer a arte nas ruas de Roma. Este texto foi escrito em 1859 e nesse período as moças não viajavam sozinhas com homens. Mas nesse caso elas moram em Roma e eles em outras regiões. Acontece um crime durante um dos passeios e o grupo se divide. A consciência pesa pra quem cometeu, pra quem incitou e pra quem viu sem querer. E todas as páginas são marcadas pelas divagações do sentimento de culpa, diferente pra cada um.

O Narrador parece participar da história e tenta envolver o leitor questionando o que ele acha que vai acontecer. ⚠️Spoiler! Apesar de no final dizer “…não pretendemos dar ao leitor, no momento, nenhuma explicação formal sobre o assunto.” Então ficamos sem saber dos mistérios que acontecem durante a leitura.

Para explicar cada objeto artístico que o grupo encontra, o autor descreve detalhadamente as técnicas e materiais da obra. Isso pode tornar a leitura arrastada pra quem não gosta de descrição. Mas é uma delícia para os amantes das artes plásticas.

Trechos do Livro: “Nem homem nem animale contudo nenhum monstro, mas um ser no qual as duas raças se juntavam em terreno amigo.” ” É o espírito do espectador que transfigura a própria transfiguração. Desafio qualquer pintor a emocionar-me e impressionar-me sem a minha própria ajuda e consentimento. ” “Olhe: eu duvido que um monge se conserve na altura intelectual e espiritual que a miséria implica. Um monge – julgo pelas suas fisionomias sensuais, que encontramos a cada passo – é inevitavelmente um animal!” “…pois nunca poderá aprende-lo de seu próprio coração, que é todo pureza e retidão, a mescla de bem que pode haver nas coisas más…”

O objeto livro nessa coleção clássicos, tem a letra pequena e o texto é dividido em duas colunas por páginas!! Em edições americanas ele vem em dois volumes!! Achei que dificultou muito a leitura.

Também foi lançado uma série italiana baseada nesse livro:

Têm outros livros com o título parecido:

Imagine um Final Feliz :/

51FV7M8qH9L

O livro Pequena Abelha do autor inglês Chris Cleave, conta em 270 páginas a história de Pequena Abelha, uma menina nigeriana que foge de seu país e vai para a Inglaterra. É presa como refugiada. No período em que passa a história a Nigéria está tendo problemas políticos por causa do petróleo. Algumas famílias não querem sair das terras e vê seu povo se vender para os brancos. Essas pessoas passam a ser alvo dos “traficantes de petróleo”. Pequena Abelha vêem sua família ser morta por esses homens e se escondem, mas acabam tendo que continuar fugindo até uma praia, onde encontram um casal de ingleses e pedem ajuda pra se esconder dos soldados. O guia que está com eles pede as meninas para ir embora, mas Sarah com grande coração tenta ajudar e os soldados chegam. Um capítulo é contado por Abelha e outro por Sarah.

Daí pra frente a história de todos eles se misturam em partes boas e ruins, um drama familiar, um drama racista, uma prisão, fugas e o uso da mídia de forma a ajudar o povo que vive aquela situação.

SPOILER! Por não ter um final fechado, dizendo o que aconteceu com cada personagem, o autor psicólogo, parece passar a mensagem que “por mais que façamos, não conseguimos ajudar pessoas.”

Trechos do Livro: “Aprendi sua língua num centro de detenção de imigrantes em Essex, no sudoeste do Reino Unido. Fiquei trancada lá dois anos. Tempo era tudo o que eu tinha.” “A primeira moça da fila era alta e bonita. O negócio dela era beleza, não era saber falar.” ” Todas as histórias eram tristes…a história dela deixara-a tão triste que ela não sabia o nome do lugar onde estava…” “…como foi possível me afogar num rio de gente e ao mesmo tempo me sentir tão imensamente sozinha.”

Judas O Obscuro

O livro Judas O Obscuro é um romance/drama escrito pelo poeta inglês Thomas Hardy para a Harper’s Magazine de 1894 à 1896. Essa é a primeira parte da Leitura Compartilhada onde vamos conversar sobre as primeiras cem páginas.

Aqui conhecemos Jude, um órfão que mora com uma velha tia-avó pobre. Ela quer que ele trabalhe nas terras dos vizinhos, mas ele quer estudar e gosta de ler. A primeira parte se passa em Marygreen, uma cidade do interior onde todos se conhecem. Ao trabalhar espantando pássaros da plantação de um vizinho, ele relembra o professor que ensinou não maltratar os animais e deixa os pássaros comer as migalhas. Ao vê-lo, o senhor das terras dá-lhe uma surra. Ele volta pra casa humilhado. Ao conhecer um farmacêutico que viaja muito, pergunta se ele conhece a famosa cidade pra onde o professor foi. O farmacêutico lhe promete trazer dois livros se ele divulgar seus serviços médicos na comunidade. Ele faz isso e consegue vários clientes, mas o farmacêutico não cumpre sua promessa. Ele se torna pedreiro e consegue juntar dinheiro para ir estudar na cidade. Vai até uma cidade próxima para se informar e compra livros, mas se decepciona com a leitura. Começa a estudar latin. Ao se sentar sobre uma árvore, ele conhece Arabella. Eles passeiam abraçados. Ele começa a deixar de estudar pra passar mais tempo com ela. Ela diz pras amigas que faz qualquer coisa pra casar com ele. E quando ele diz que chegou a hora de ir para a cidade ela diz que está grávida. E eles se casam. E aos poucos ele descobre que ela já não era uma moça pura e que mentiu sobre tudo. O casamento foi uma armadilha e tudo comeca a dar errado. A cena dela matando o porco é revoltante. E durante uma briga ela conta que a mãe dele se suicidou. Ao voltar da rua ele vê que ela deixou um bilhete e foi embora. Ele tenta se afogar no lago congelado, mas o gelo não quebra. Ele começa a beber quando descobre que ela levou todas as suas economias e vendeu a casa deles. Ele vai para Londres e se emociona ao ver a cidade pela primeira vez.

Trechos do Livro: “The boy is crazy for books, that he is.” “People say that, if you prayed, things sometimes came to you, even though they sometimes did not.” “Some way within the limits of the stretch of landscape, points of light like the topaz gleamed. The air increased in transparency with the lapse of minutes, till the topaz points showed themselves to be the…windows…domes…miraged in the peculiar atmosphere.” “But his dreams were as gigantic as his surroundings were small.” “When Jude awoke the next morning he seemed to see the world with a different eye.” “Their lives were ruined, he thought; ruined by the fundamental error of their matrimonial union: that of having based a permanent contract on a temporary feeling wich had no necessary connection with affinities…”

Shadow Reading: pra quem quiser acompanhar a leitura em inglês junto com o áudio, eu criei uma playlist no Youtube Aqui.

Áudio em Domínio Público

Eu estou acompanhando a leitura em Inglês do livro Jude, The Obscure com a leitura em inglês de forma interpretativa, o que auxilia no entendimento desse inglês falado nos anos de 1895 quando a história foi escrita, em comparação com o inglês da literatura  contemporânea que é de fácil entendimento. Eu criei uma Playlist com os 8 arquivos. Link para ouvir o audiobook Aqui.

 

 

 

Projeto Lendo Jude the Obscure

Hoje começamos o Projeto de Leitura Compartilhada do livro Judas, o Obscuro. O projeto de leitura será de 01 à 31 do mês de Julho.

projeto-leitura-compartilhada

_O andamento da leitura será postado aqui todo domingo a cada 100 páginas lida.

_O progresso de leitura ficará disponível no Skoob e Goodreads.

_A semana #1 terá duração de 01 à 06 de Julho e o texto será até a página 99 onde começa o capítulo 2 da Parte II.

parte 2

_Os textos de apoio serão mostrados no decorrer do Projeto.

_A leitura em inglês acompanhará de um dicionário de palavras encontradas que não foram bem entendidas no contexto.

_A semana #2 vai do dia 08 a0 dia 13 de Julho e terminará na página 201, final do capítulo 3 parte VI.

parte 3

_Vamos conhecer os blogs e Youtubers que fizeram a leitura do livro.

_Vamos mostrar as edições do livro.

_A semana #3 vai do dia 15 à 20 de Julho terminando na página 302, fim do capítulo 6 e da parte 4 do livro.

parte 4

_Como estou lendo em inglês, estou fazendo “Shadow reading”, isto é, ouvindo o texto e acompanhando a leitura. O áudio está em domínio público Aqui.

_Também estou acompanhando o filme inspirado no livro. O filme é de 1999 com a famosa atriz Kate Winslet.

_A semana #4 será de 22 à 27 de Julho até à página 408, fim do capítulo 2 da parte VI.

parte 2 - Cópia (2)

_A experiência de leitura de textos longos em inglês.

_Outros livros de mesmo nome.

_A semana será de finalização do Projeto com a leitura até o final entre os dias 20 à 31 de Julho.

 

 

 

Projeto Leitura Compartilhada #2

20190623_122339_00004719755899419144579.png

Nosso segundo Projeto de Leitura Compartilhada, com início em 01/07/2019 e finalizando em 31/07/2019 com a leitura de Judas O Obscuro do autor inglês Thomas Hardy. A minha edição em inglês é da Penguin Popular Classics em paperback com 490 páginas. A edição contém uma mapa que mostra a localização das cidades da história e um prefácio escrito pelo autor para a primeira edição em 1896.

Este é o nosso cronograma:

Projeto Leitura Compartilhada

Post #8 – Última Parte

Post #7 – Áudiobook

Post #6 – Parte 4

Post #5 – Leitura Terceira parte

Post #4 – Textos de Apoio 1

Post #3 – Segunda Parte

Post #2 – As Primeiras 100 páginas

Post #1 – Apresentação do Projeto.

*******************************

PROJETO I – JANEIRO 2016

“A tudo que é mortal – à morte, que tudo iguala e pacifica – ao mar onde se perdem os rios inumeráveis da vida, ofereço a minha obra e a mim mesmo.” Romain Rolland

Meu primeiro desafio para 2016 será ler essa “trilogia” que contém os sete livros que compõem a história de JEAN-CHRISTOPHE, um músico do século 19, meio biografia-ficção, foi lançado primeiro em um jornal de Paris, de 1904 a 1912. Escrito por Romain Rolland– que também escreveu biografias de Tolstói, Michelangelo, Gandhi e Bethoven- este livro ganhou o Grande Prêmio de Literatura da Academia Francesa em 1913 e em 1916 foi laureado com o Prêmio Nobel.

jean-christophe-volume-i-romain-rolland-8525041955_200x200-pu6e6af883_1

5978291_1gg

livro-jean-christophe-vol3-romain-rolland-152311-mlb20513650438_122015-o

A minha edição são esses três volumes, com capas lindíssimas. A primeira capa e a segunda são de Claude Monet, a terceira é de Paul Gauguin, da Editora Globo.

O que é uma leitura compartilhada? Me lembro que na época da escola, eu tive ótimas professoras de Língua Portuguesa e Literatura. A turma era dividida em cinco ou seis grupos e cada grupo devia ler um livro indicado e fazer uma análise do mesmo: o que gostei? o que não gostei? qual o problema apresentado? qual a solução dada? quais as palavras difíceis? qual os personagens principais e secundários? quais suas características físicas e psicológicas? Então nós apresentávamos lá na frente – com muita timidez normal nessa idade (10-12 anos), compartilhando a nossa impressão a respeito do livro e da história. Eu, como nerd total, lia o livro do meu grupo e todos os outros. Essa é a idéia principal: você não tem tempo de ler todos os livros bons que existem, então leia o máximo que puder e os outros….você conhece através dos compartilhamentos de jornais, revistas, web, sites, vlogs e conversa entre amigos. É assim que deve ser. 😀

group

A Planilha de previsão de leitura, postada lá em cima, está disponível pra download aqui no blog, na página Projetos. você pode utilizar pra suas próprias leituras e idéias. A minha proposta é criar um post por semana, contando sobre a quantas anda a história, citar os melhores trechos e se você não gosta de spoiler, sinto muito, mas não sei definir exatamente o limite que te faz perder a curiosidade por uma boa história. Romeu e Julieta e Dom Casmurro estão aí pra provar que uma boa história vai ser sempre lida, refilmada, recontada, mesmo que todo mundo saiba como termina. =)

Post #1.

Post #2.

Post #3.

Post #4

Post #5

Post #6

Post #7

Post #8

Post #9

Post Final

Confissões de uma Ladra

 

O livro Marnie do escritor inglês Winston Graham nos conta em 301 páginas a história de Margaret uma personagem que ama a liberdade e por isso não se envolve com homens. Não há referência a datas, mas o livro é de 1961 e conta a história nessa época. A personagem principal tem apenas vinte e três anos, cuida de longe da mãe doente, estudou contabilidade. Ela começa contando sobre os golpes que deu, como mudou de nome e aparência, quanto roubou e porquê. Após um deslize, um viúvo rico e apaixonado tenta fazê-la mudar de vida, casa-se com ela e ela passa a frequentar um psicólogo. Ela começa a descobrir porque vive assim, porque odeia os homens. E, como um círculo, o livro volta ao início. Isto é: um livro sem final. Mas vale a pena a leitura.

O livro deu origem ao filme Confissões de uma Ladra do diretor Hitchcock, que não é fiel ao texto, ele coloca o marido como o investigador da moça e também quem a ajuda psicologicamente a desvendar o mistério de suas neuroses. O diretor quis criar mais suspense do que o livro conta. Não vale a pena mesmo com a presença de Sean Connery no papel principal.

Trechos do livro : ” Muita gente pode achar que a vida é solitária quando não se tem companhia nenhuma, porém nunca me senti sozinha. Sempre tive muito em que pensar, e, de qualquer forma, não sou dessas que gostam de gente.” ” Apenas tínhamos idéias diferentes sobre como aproveitar a mocidade. Elas achavam bom passar o tempo com homens. ..dançar o swing nos dias de folga. ..e, talvez, fisgando um homem no final da história. ..depois ter filhos num hospital gratuito. …Acontece que eu nunca desejei uma coisa dessas.” “Eu estava encurralada – como um rato num porão. Era uma experiência inteiramente nova para mim, pois nunca me atrapalhara para arranjar uma resposta ou uma explicação ou um jeito de escapulir. Era a segunda vez, nessa noite, que ele se mostrava mais inteligente do que eu, e era uma coisa que eu detestava. ” ” Este homem punha o nome numa placa dourada e as pessoas lhe pagavam libras para ficar sentadas num sofá e falar. Era caso para se pensar. Talvez eu fosse uma honesta cidadã, com minha mania de roubar dinheiro das gavetas. “

A Jóia do Oriente

O livro A Árvore dos Janízaros do autor inglês Jason Goodwin conta em 356 páginas a história do eunuco Yashim que é chamado para resolver dois problemas no palácio do sultão: uma morte no harém e o sumiço de quatro soldados da guarda imperial. Ele é informado que um grupo de antigos “Janízaros” estão tentando voltar ao poder. Ele tem um prazo de dez dias para achar os culpados. E aí tem uma sequência de traições, lugares secretos, muitas receitas árabes e um passeio histórico na Istambul do Sec. XIX, antiga capital do Império Otomano.

istanbul

Problemática: Nas primeiras páginas o autor passa a idéia de um eunuco inteligente e a gente imagina um 007, resolvendo todas as questões, que sabe usar armas… #sqn! O personagem principal não realiza nada de fantástico. Até as últimas páginas, os crimes são conhecidos porque os criminosos resolvem se manifestar. E dizem que vai ter outro livro pra esse personagem… Mas ele sabe cozinhar e recitar poesias.

Trechos do Livro: “…combinava a função de bombeiro com a mais lucrativa atividade de incendiários, exigindo propinas para apagar incêndios que eles mesmos haviam provocado.” “Onde havia uma fraqueza a ser explorada, ali a ganância encontraria o terreno ideal.” “Belas cidades cujos cidadãos satisfeitos apóiam uma administração inteligente existem, e não contém sequer um edifício público dilapidado…” “Ser capaz de recordar: é isso que faz um povo.” “Mesmo aqui há muita tristeza. Mesmo na Morada da Felicidade.”  “Todas elas lêem. Comendo as formiguinhas sobre o papel com os olhos e depois cuspindo a porcaria toda de volta na cara das pessoas quando elas menos esperam.”