Melhor deixar assim

O livro O Compromisso da autora Herta Müller nascida na Romênia, conta em 204 páginas várias histórias da vida de uma jovem, que trabalha numa fábrica de roupas masculinas. Vive num período de repressão, já teve um marido que pulou da ponte. Ao saber que as roupas vão para a Itália, escreve bilhetes e coloca nas roupas para encontrar um homem que a leve embora da sua vida. Ao não aceitar a “corte” do gerente da fábrica, ele a denuncia por “passar informações aos italianos “. Ela passa a ser vigiada e deve se apresentar para uma sessão de interrogatório toda semana.

A história de sua ida ao seu interrogatório, desde se arrumar, pegar o bonde, observar as pessoas, segue um trajeto cheio de outras histórias que retrocede e avançam deixando uma sensação de estar recomeçando o livro. Às vezes dá a impressão de que nada daquilo aconteceu_ que a personagem cria ilusões para fugir da realidade.

Essa é a capa e o título escolhido pela editora Globo, mas prefiro o título original:

screenshot_20190530-213805-16320394331368618755.jpg

A tradução dessa edição deixou a desejar com frases desconexas como: “…para decidir o melhor modo de mijar enquanto se cavalga e como se costuram botões com a foice.” 😕

Trechos do Livro: “É humilhante, não há outra palavra, sentir-se descalça no corpo inteiro.” “Muitas coisas pioram quando são faladas. Eu me habituei a me calar a tempo, e mesmo assim em geral é tarde demais…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s