Dê uma Chance! =D

O #SpecialTips #24 de hoje é sobre livros religiosos. Pode ser encontrado como auto-ajuda ou na seção “gospel”. Mas para quem gosta de ler uma boa história, é só ficção, e muitas vezes vale a pena dar uma chance para a história. Essa série de livros juvenís do Yuri é pura aventura!

Apesar do significado da palavra gospel, ela sempre é usada para identificar algo religioso.

Esses dois livros é a história real de uma briga de gangs em Nova York e um dos rapazes se regenera no final. Muita violência e aventura.

refugio

Este que virou filme conta a história de um grupo de judeus escondidos em um Refúgio na época da segunda guerra.

Estes dois contam histórias reais. O primeiro parece um filme americano de sessão da tarde onde tem adolescentes em colégios, jogos, líder de torcidas e o final trágico. O segundo conta a mudança de cultura de uma indiana que muda não só de país, mas também de fé.

gospel

 

Ah! O amor… <3

iaia

O #SpecialTips #23 é o livro adaptado pela Editora Rideel, Iaiá Garcia do Machado de Assis, com 56 páginas, sem perder o conteúdo do texto original, específico para quem precisa ler um grande volume de livros para o vestibular. Já tinha lido esse livro na adolescência e só queria relembrar a história. Uma moça que se vê amando o antigo amor de sua atual madrasta. Vale a pena aleitura do texto original com todas as palavras rebuscadas que o Machado sabe escrever. Essa edição traz um roteiro de leitura, páginas de consultas sobre o período da história, que se passa entre 1866 e 1871.

Quer resenha? Clique Aqui.

Música citada no texto: Meyerbeer

BÔNUS!! =D

plan

O #SpecialTips #22 é um bônus pra quem gosta de escrever sobre o livro que leu, ou controlar informações da leitura. Estou disponibizando uma planilha para anotação dos dados conforme a leitura. Você pode imprimir e usar Post-it pra colocar anotações extras.

A planilha pode ser personalizada, escrever sobre erros encontrados no livro, se já foi feito filme sobre a história, se tem textos de apoio ou não. Segue o link:

PLANILHA DE ANÁLISE DA LEITURA

 

Eu não sou cult!

Aspiring-Filmmaker-Now-You-Can-Make-a-Native-Ad-Movie-for-the-New-York-Timestela

O #SpecialTips #21 é sobre cinema. Eu selecionei algumas questões que eu vi na TAG sobre Filmes do canal Literalmente Vlogando.

Ultimo filme que assistiu: A Bela e a Fera

bela

Um filme para assistir sozinho: Amo ver filmes sozinha, porque detesto conversar durante uma projeção.

Um filme para assistir quando está chovendo: Drama. Um filme que me lembra um dia chuvoso: O Arco de 2005. Resenha Aqui.

arco
Um filme para passar enquanto você está fazendo outra coisa: filmes infantis.
Dois filmes para serem assistidos em sequência: Sob o Sol da Toscana e Comer, Rezar e Amar.
Qual é seu filme preferido no mundo? por me lembrar de uma fase boa, Dirty Dancing.

dirty-dancing-ritmo-quente_filmesonlinehdgratis.com

Qual é a sua cena preferida em algum filme? A cena em que Madonna aparece vestida socialmente e com o tigre no filme “Quem é essa Garota?”

filmes_7847_Garota01
Qual são seus três atores e atrizes preferidos? Vejo todos os filmes ruins: Tom Cruise, Matt Damon, Edward Norton. Julia Roberts, Anjelina Jolie, Tilda Swinton.

Qual é seu diretor preferido? James Cameron
Qual é o filme que te faz chorar preferido? Sou chorona e sempre choro em Ghost

Ghost_poster-51535
Qual é o filme que todo mundo odeia, mas você ama? Constantine, óbvio.

constantine
Qual é o filme que você odeia, mas todo mundo ama? comédias do tipo Borat, Se Beber não Case, etc.
Qual é sua animação favorita? A Noiva Cadaver

cadaver
Se você pudesse ver um filme pra sempre? Seria Avatar.

Avatar
Qual é o primeiro filme que viu no cinema? Edward Mãos de Tesoura de 1990.

tesoura
Qual filme mais estranho que já viu? Sempre Almodovar: A Pele que Habito.

A-Pele-que-Habito

O Pior do Ano, com certeza :(

O #SpecialTips de hoje #20 é o livro O Dia da  Caça do James Patterson, com 212 páginas. Já li outros livros dele antes e nunca odiei tanto o detetive Cross como nesse livro: tanto o autor quanto o personagem perderam o senso do ridículo e me fizeram perder um bom tempo de leitura. O detetive Cross sai de sua cidade pra ir “caçar” um assassino na Nigéria onde não fala o idioma, está no meio de uma guerra, numa terra sem leis e querendo aplicar as leis de seu país!! Várias vezes grita para os assassinos e bandidos ” eu sou um policial…vocês não podem fazer isso” e só tem risadas dos outros. Todos riem dele, nem o ouvem e ele insiste em dizer que está “investigando”. Não tem sentido um crime acontecer em Washington e o livro se passar quase todo fazendo apologia à paz, a mostrar aos olhos do mundo às atrocidades da guerra! Hey!! Esse não é um livro jornalístico!! Não funcionou, James Patterson!! Só queremos saber quem morreu e quem vai pagar pelo crime, como em toda boa história policial.

Depois de preso, nariz quebrado duas vezes, ser mandado embora do país, ele continua fazendo burrices uma atrás da outra. Patético! Na pág. 88 ele diz “..sempre fui mestre em me manter um passo à frente do adversário.” e aí é pego de novo na linha seguinte. :/ A capa desta edição faz jus.

Trecho do livro: ” A guerra é como o fogo, destrói algumas coisas, mas deixa o solo fértil.”

O livro cita uma música que é como um micro-documentário sobre esses crimes que acontecem em Serra-Leoa:

A Era do Compartilhamento

o conselheiro

#SpecialTips de hoje #18 é o livro O Conselheiro dos autores Bob Burg e John David Mann que em 120 páginas conta a história de um homem que quer ser um ótimo executivo em vendas, mas já é o terceiro mês que não consegue bater suas metas. E ainda está perdendo clientes e seu relacionamento está morno. E ele começa a achar as pessoas da empresa sem atrativos e questionar porquê elas conseguem e ele não. Então ele resolve encontrar um “guru” dos negócios. Esse guru diz que ele tem que realizar uma tarefa para cada lei do sucesso. E ele descobre que o compartilhamento é a forma de distribuir, fazer um bom networking, prestar um bom serviço e se tornar conhecido no mundo dos negócios. A palavra-chave do livro é doação. 🙂

Não me pareceu um livro chato de Auto-ajuda em nenhum momento. É só uma história com alguns caminhos e decisões. E divertido. E inspirador.

A capa nacional tem um sub-título ridículo, que remete à filosofia religiosa: “é dando que se recebe”. Na capa americana o sub-título é realmente o texto do livro: “uma poderosa idéia de negócios.” Já o desenho da capa americana é sem sentido. Já a capa nacional mostra a poderosa idéia de negócios mostrada no livro, que é o café. 🙂

the-gogiver-by-bob-burg-and-john-david-mann-1-638