Uma obra do Realismo

Capa-do-Livro-Memorial-de-Aires

O livro Memorial de Aires, de Machado de Assis, com 170 páginas, se trata de um diário deste personagem, que aos sessenta anos se torna um observador da vida alheia, mais especificamente, daqueles que fazem parte de seu círculo de amigos, numa história que se passa em 1888, época da abolição da escravatura. O livro fala muito da velhice, da nostalgia de observar o amor entre os jovens, de sentir ternura ao ver crianças brincando e se descobrir não preparado para essa época da vida.

Senti falta de um fechamento mais empolgante; imaginava algo secreto por trás da história. Mas vale a leitura do meu escritor nacional favorito. Um dos. =)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s