Leitura Compartilhada #2

jean-christophe-volume-i-romain-rolland-8525041955_200x200-pu6e6af883_11 diario1

A segunda parte do fantástico livro Jean-Christophe, de Romain Rolland vai da página 134 à 239 e se chama A Manhã. O avô de JC vem a falecer por idade, e como suporte financeiro e psicológico de toda a família, as coisas começam a ficar mais difíceis. JC já é o primeiro violinista da orquestra e tudo o que ganha é pra ajudar a família. Também era contratado pra tocar o piano em grandes festas da monarquia e da sociedade. Não gostava, pois se sentia inferior :”Tudo o humilhava; sentia-se humilhado se não lhe falavam, humilhado se lhe falavam, humilhado se lhe davam bombom como a uma criança, humilhado, sobretudo, se o grão-duque…mandava-o embora, pondo-lhe nas mãos uma moeda de ouro.”

JC conhece Otto, por quem devota um amor enamorado. Eles passeiam juntos, trocam cartas apaixonadas, mas quando estavam juntos, sentiam-se perturbados quando uma mão roçava na outra e só se mostravam aquele lirismo dos apaixonados nas cartas. Os dois na mesma idade de treze anos, mas Otto era de família importante e se ressentia dos modos de JC. “Se sofres, onde encontrarei força para viver?…Ama-me! Tenho necessidade de que me queiram.Vem-me do teu amor uma chama que me restitui a vida…Abraço a tua alma.” Mas esse amor acabou nessa inocência das letras.

Por isso JC apaixonou-se por uma vizinha recém-chegada e novamente, de uma posição social acima da sua. Mina era sua aluna de piano e durante seus encontros, um sentimento tomou conta de JC e eles se beijaram no jardim. Mas sua adorada precisou viajar com a mãe e a ausência dela provocou uma depressão em JC: “…ausência. Tormento intolerável para todos os corações amantes.O mundo é vazio,a vida é vazia, tudo é vazio. Não se pode mais respirar, vive-se numa angustia mortal…”

O pai de JC, beberrão e irresponsável, morre afogado. Sua amada Mina volta de viagem muito diferente e idéias de suicídio passam por sua mente. Ela não o ama mais, ela critica suas roupas, seu chapéu, seus modos. “Viu que a vida era uma batalha sem tréguas…na qual quem quer ser um homem digno do nome de homem deve lutar constantemente contra exércitos de inimigos invisíveis: …os desejos turvos, os pensamentos obscuros, que nos arrastam, traiçoeiros, à desonra e ao aniquilamento…viu que a felicidade e o amor eram o engodo de um momento…”

❤ Muito amor por essa história!!! Apesar de todo o drama vivido pelo personagem, a descrição é toda poética! Próxima semana, fim do volume I.

z1  1

Anúncios

Um pensamento sobre “Leitura Compartilhada #2

  1. Pingback: Projeto Leitura Compartilhada | PROJETOS NO PAPEL

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s