FALAR SEM DIZER NADA

Estou tendo momentos

De um ridículo irremediável

E uma série

De pequenas coisas grandes.

Me desfaço, me anulo, me esqueço.

 

Quando tento dizer alguma coisa,

Fico muda.

Quando digo algo, é pouco

comparado ao muito que tenho à dizer.

 

Muitas vezes falo demais

E não expresso meus sentimentos,

Não do modo como pretendia.

Depois descubro

Que as palavras de nada valem,

Diante desse olhar,

Que sem ter voz,

Diz tudo.

 

São os barulhos dos teus passos,

Sobre as folhas douradas do outono

Que tornam meu mundo

Em encantamento…

 

23/03/89

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s